quinta-feira, outubro 05, 2006

NOVELA ESCROTA: “URNAS EM FÚRIA”.

Esboço para novelinha idiota. Uma espécie de metáfora eleitoral em ritmo de “Roque Santeiro” ou “Roda de Fogo”, essas tranqueiras que a tv mostra. Prometo cenas tórridas de sacanagem. E nada de Tarcisio Meira. Glória Perez queria escrever, mas eu não deixei. Chega de bebês trocados e coisas do tipo. Essa novela é para quem tem estômago forte. Aqui vão os personagens.

-"Opinião Pública": mulher volúvel, meio ingênua, mas que deseja ardentemente obter novas paixões. Desconfia-se que gosta de sofrer. É a típica mulher de malandro.
-"Operário Barbudo": homem bruto e de origem humilde, mas que enriqueceu subitamente. É apaixonado por Opinião Pública. Ele a maltrata, mas no fundo não vive sem ela. Vai usar o seu poder para conquistá-la.
-"Careca Tímido": moço rico e educado, mas desprezado por amigos. Tem fama de bunda-mole. Também é apaixonado por Opinião Pública. Depois de ganhar um dote, vai fazer de tudo para arrebatar o coração de sua amada.

Aqui vão alguns esboços de diálogos:

CENA1:

Operário Barbudo: Vem cá gostosa, renda-se aos meus encantos.
Opinião Pública: Não sei...a nossa relação está meio desgastada.
Operário Barbudo: Prometo fazer com você o mesmo que fiz com o Delúbio!
Opinião Pública: Me demitir?
Operário Barbudo: Não. Te pegar no colo, te deitar no solo e te fazer bode expiatório!
Opinião Pública: Hum, nossa, o que é esse volume grande nas suas calças?
Operário Barbudo: Ahn?
Opinião Pública: Minha nossa! É um dossiê!
Operário Barbudo: Pô, lindinha...nunca vi isso na minha vida, não sei como foi parar aí!
Opinião Pública: Ai, como você mente, Operário!

CENA 2:

Careca Tímido: Vem cá, querida. Larga aquele safado barbudo.
Opinião Pública: Não sei...o que eu ganho com isso?
Careca Tímido: Te prometo tudo. Vou te dar carinho, abaixar a sua saia e crescer o Produto Interno Bruto.
Opinião Pública:
Mas quem é aquele gordo com cara de depravado nos espiando lá atrás?
Careca Tímido: Ah, não liga. É só o Garotinho.
Opinião Pública: Ah, não. Com ele olhando eu não me sinto à vontade.
Careca Tímido: Se eu trouxer o ACM, ajuda?
Opinião Pública: Ai, Careca...Você anda com cada um!

É, eu sei. Os personagens são meio estereotipados. Andei até excluindo alguns que estavam sobrando. Tinha uma magrela que vivia irritada, gritando em cena. Achei melhor cortar do enredo.

Aí, Globo, não vale o horário das 8?

13 Comments:

Anonymous vivian said...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk...
walter eu juro que quase fiz xixi an roupa...no meio da 1ª cena que fui sacar de quem realmente se tratava os personagens......

eu gostei do careca..pelo menos ele é rico...

cara...adorei essa matéria e pela ENÉSIMA x eu me mijei de tanto rir...

quinta-feira, outubro 05, 2006  
Anonymous Ordisi said...

E a nossa campanha não vai pro segundo turno?

:)

Abraços.

quinta-feira, outubro 05, 2006  
Blogger Ricardo Rayol said...

Walter, apesar de sua criatividade esta novela tá meio choxa (ou xoxa ou chocha ou xocha). Falta aqueles ingredientes tupiniquins como uma pérfida maltrapilha que maltrata a opinião pública, pode chamá-la de pesquisa. Também falta a aliada numero um da pérfida pesquisa, a malvada e esnobe mídia. Este personagem deverá atormentar os pretendentes com informações falsas que darão falsas esperanças frente a opinião pública. E no gran finale a opinião pública é violentada cruelmente por uma súcia de javalis enlouquecidos chamados de congressistas.

(que diabos eu to escrevendo? ahahaha)

quinta-feira, outubro 05, 2006  
Blogger Saramar said...

rsrsrsrs....
espero os próximos capítulos.

beijo

quinta-feira, outubro 05, 2006  
Anonymous Roy Frenkiel said...

E depois tu dizes que nao tem justica na tua indicacao? Tenha santa paciencia, amigo!

Puta texto esse, pra variar

abrax

RF

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Blogger Cadu said...

hahahahahahahahahahhaha

Muuuuuuuito bom, tá de parabéns, bem melhor que as "páginas da vida"

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Blogger Jorge Sobesta said...

Walter,

Só mesmo você para me fazer rir em meio a essa tragicomédia.

Te cuida Benedito, Walter vem aí.

Um grande abraço.

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Anonymous blogdopatrick said...

Valeu Walter! Acabei de chegar do trabalho, escrevi meu post de cada dia, e morri de rir com essa novelinha folhetinesca!

Escrevi hoje sobre o PT e o PSDB no segundo turno. Aguardo sua visita!

www.blogdopatrick.blogspot.com

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Anonymous blogdopatrick said...

Valeu Walter! Acabei de chegar do trabalho, escrevi meu post de cada dia, e morri de rir com essa novelinha folhetinesca!

Escrevi hoje sobre o PT e o PSDB no segundo turno. Aguardo sua visita!

www.blogdopatrick.blogspot.com

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Blogger Serjão said...

rapazzz, Que drama mexiocano (rs).

Mais uma vez impagável.

Abração

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Blogger Ane Brasil said...

kuaaaaaaaa! puts, magrão, essa foi hilária!
eu acho que a opinião pública termina no último capítulo com o barbudo... e o mocó rico com cara de chuchu sem sal termina chorando sozinho, abraçado no careca paulista...
Sorte e saúde pra todos!

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Anonymous Elza do Blog do Beagle said...

OK dessa vez acertou em cheio. Retirar a magrela com voz de gralha e que fala como uma vitrola quebrada foi ótimo! kakakakakaka Adorei. Bjkª. Elza

sexta-feira, outubro 06, 2006  
Blogger Bruno Ferrari said...

cara... vocÊ devia dar aulas de roteiro!! Pensar que o Casseta começou bem assim!

quarta-feira, outubro 11, 2006  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home