terça-feira, dezembro 05, 2006

CADA PAÍS TEM O HERÓI QUE MERECE.

Olha só: a vida do Lula vai virar filme. O cineasta Luiz Carlos Barreto vai filmar uma adaptação do livro “Lula: o filho do Brasil” , da historiadora Denise Paraná.

Vale lembrar: Luis Carlos Barreto é o responsável por coisas como "Ele, o boto". Tremo só de pensar no tipo de filme medonho que vem por aí. Já posso ver o Paulo César Pereiro interpretando o presidente: “Eu amo esse país, porra!” E onde vão arranjar uma baranga do naipe da primeira dama? José Wilker poderia fazer o Zé Dirceu, se conseguissem deixar o cara menos trincadão do que o costume.

Segundo o cineasta, “a história de Lula tem uma dimensão humana e revelações sobre um personagem extraordinário que ninguém conhece”. Olha, concordo. Têm várias revelações a serem feitas! Será que vamos ficar naquele nhe-nhe-nhém de pobrezinho bem sucedido ou vamos ver alguém botando a mão na sujeirada toda? Ah, e antes que eu me esqueça: já tem gente buscando financiamento para a obra. Ou seja: eles elogiam e você paga, Juquinha.

Aposto meu dedo mindinho como a música tema vai ser do Caetano. Desgraças acontecem em série.

A notícia saiu do portal Terra

19 Comments:

Anonymous Camilo said...

Zezé di Camargo vai poder se vingar: "Lula, eu assisti ao DVD pirata do teu filme!"

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Blogger Jorge Sobesta said...

Se fosse eu faria um filme ao estilo Ed Wood : "Lula, o filho da p#*@"

Saudades da Embrafilme, em Barreto?


Um abraço.

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Ora, ô povinho desocupado esse heim ?!

Arranjaram mais um jeito de mamar na teta do governo, e esse mala ainda possui a pecha de ser "o grande nome" do cinema nacional.

Filme sobre o Tião Macalé ninguém quer fazer !!!

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Meu dinheiro virou papel higiênico a muito tempo, mas pelo menos eles davam descarga. Agora, ostentar a "biografia" do pulha, vai ser demais.

Caetano e Milton vão se matar na unha,pela trilha sonora, enquanto o Jean goza...

Mundo, mundo,

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Blogger Ricardo Rayol said...

nada como as benesses culturais financeiras e filantropicas para que nossos bravos cineastas façam uma bela cagada e puxem muito bem o saco das classes abastadas.

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Blogger Ricardo Rayol said...

nada como as benesses culturais financeiras e filantropicas para que nossos bravos cineastas façam uma bela cagada e puxem muito bem o saco das classes abastadas.

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Blogger Serjão said...

Essa eu não sabia. Música do caetano? Não creio. Deve ser do Gil. Como Ministro já deve estar acostumada a puxar o saco.

em tempo: Ainda escrevo sobre isso. Quando Collor passou o rodo na Embrafilame, só Xuxa e Renato Aragão faziiam filmes. Agora me responde: o que a população ganha com filmes sendo bancados pelo governo? Qual a contrapartida em benefício do contribuinte que paga por estas bostas? Lembra do Guilherme Fontes? O problema é que eles fazem os filmes e nós pagamos. Se vc Wlater quiser abrir um botequim não vai contar com o apoio oficial nenhum; Nehuma estatal vai te ajudar. Por que cineasta tem que ter tratamento diferenciado? Quem quiser fazer filme que arrisque seu pescoço e sua conta bancária.

Abração e obrigado por seu voto (rs) lá em casa

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Blogger David said...

O que eu iria escrever o Rayol já disse acima...

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Blogger Kafé Roceiro said...

Pô, só faltava essa pra completar a saga do ínútil, meu irmão! Mas tem baba-ovos pra todos os lados e público suficiente garantido. Lamentável. Inté, amigo.

terça-feira, dezembro 05, 2006  
Anonymous rattus said...

Quem teve a idéia de fabricar esse boneco medonho do lula? Quem daria isso a um filho?

quarta-feira, dezembro 06, 2006  
Blogger Saramar said...

Walter, voltei, depois de algum tempo sem poder visitar os amigos.

Eu discordo de você: A m´´usica só pode ser do impentrável (??) ministro da cultura. Em ritmo de forró universitário (ai, ai).

beijo

quarta-feira, dezembro 06, 2006  
Blogger David said...

Vocês estão todos errados: Será trilha sonora do Zezé de Camargo e Luciano! Certeza! Aposto 2 pets de 2 litros de Coca-Cola nessa!

quarta-feira, dezembro 06, 2006  
Blogger Blog do Beagle said...

Walter, vomitei 2 vezes antes de chegar ao fim dessa notícia. Que descalabro! Transoformar essa pessoa em herói!!! Será que a música não seria do ministro da cultura??? Bjkª. Elza

quarta-feira, dezembro 06, 2006  
Anonymous cilene said...

oh Deus do ceu..o que e isso??????oh Brasil perdido

quinta-feira, dezembro 07, 2006  
Blogger André Freitas said...

Cara, você anda apostando muito esse seu dedo mindinho... aposto que já perdeu ele pra Yakuza e agora fica leiloando pra ver quem aparece pra cortar, hehehehe.
Mas é assim mesmo o que falta no Brasil éum Michael Moore pra falar mal do governo, não mais um baba ovo.

quinta-feira, dezembro 07, 2006  
Blogger Daniel F. Silva said...

Já eu aposto minha concessão da PlayTV que a trilha será do Gil. E a música principal do filme será: "Vamos fugir/Pra outro lugar..."

quinta-feira, dezembro 07, 2006  
Anonymous gigoga said...

O nome disto é oportunismo e culto à personalidade. Quanto a música tema o G.Gil tem esse monopólio e não vai deixar barato.

quinta-feira, dezembro 07, 2006  
Blogger C.Q.C.M. said...

O Lula e os petistas são muito escrotos, mas com um bonequinho desses até eu viro fã. Hahahahahaha!

sábado, dezembro 09, 2006  
Anonymous didi iashin said...

Eu soube que esse bonequinho - será que aceita alfinete de vudú? -estava custando, à época do lançamento, a bagatela de MIL reais. Pessoalmente, acho mais engraçadinho o do hugh keys, que tem o bracinho estendido e fala alguma coisa.
Lembrei-me do Poncio Pilatos de "A vida de Brian", que tinha a lingua "p'esa", como a do vigia do navio dos piratas do Asterix.

segunda-feira, dezembro 11, 2006  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home