sexta-feira, junho 30, 2006

O HINO NACIONAL É UM SACO

Um dos momentos mais formais e cretinos de uma copa do mundo é a execução dos hinos nacionais. Todo mundo fica paradinho, fazendo cara de bom moço. Depois todos partem para os chutes nas canelas e palavrões. Mesmo sendo uma bobagem, muita gente aqui no Brasil leva a sério esse momento. Vivem reclamando que os jogadores brasileiros não sabem cantar o hino.

Sinceramente? Eles não deveriam aprender mesmo. O hino brasileiro é de lascar. Acaba com qualquer orgulho nacional. Por exemplo: ”Deitado eternamente em berço esplêndido”. Pois é, é isso aí: somos um país letárgico, encostadão. Eu nem diria deitado. Seria melhor dizer "de quatro eternamente” . É mais honesto. E quem deita em berço é bebê. O hino assume que somos infantis, incapazes de cuidarmos de nós mesmos.

E que tal a frase: “Paz no futuro e glória no passado” ? É uma revelação vergonhosa: nós só temos passado e futuro. O presente nem existe. É um país que vive de lembrança e esperanças. E que glórias do passado são essas? A Guerra no Paraguai? Mas tem mais: “Brasil, um sonho intenso, um raio vívido”. O hino assume a verdade: somos apenas um sonho, nem existimos.

O resto é pura fantasia. Não sei onde o autor viu um “povo heróico”. E esse papo de “Dos filhos deste solo és mãe gentil” é balela. Se o Brasil é a minha mãe então eu sou órfão, pois até agora eu não recebi nenhuma gentileza – mas eu sei que muita gente “mama” nos seios dessa mãe. E já vou avisando: não engulo essa história de “Verás que um filho teu não foge à luta.” Se soltarem um traque eu saio correndo. Não vou morrer por um país desses, sinto muito.

Se eu estivesse na seleção, na hora do hino eu ficava caladinho para não compactuar com essa bobagem de “ouvirundum”.

20 Comments:

Blogger + Kazzx + said...

Caro Walter,

Este hino é pura fantasia e tem gente que acredita....

Abçs

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Leandro said...

E não é que é?
Abraço
Leandro

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Jorge Sobesta said...

É isso aí "Senta a Pua!" o cacete!!!

sexta-feira, junho 30, 2006  
Anonymous vera said...

Ahahahah Walter tu és um gênio; nada boçal... Foi fundo e acertou: "somos apenas um sonho, nem existimos". Vou encher a cara de vinho!!!:-) beijo grande e VIVA O BRASIL! rsrs

sexta-feira, junho 30, 2006  
Anonymous anna v. said...

tem toda razão! mas os hinos são uma atração à parte nas copas. o da república tcheca (como se sabe, o maior consumo per capita de cerveja do mundo) tem uma linda passagem que diz "onde está o meu lar? onde está o meu lar?!", que os tchecos devem cantar quando saem do bar...

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Serjão said...

Hino é um coisa muito chata mesmo. E o do Brasil é o mais chato de todos. E parabens pela coragem nada boçal de criticar o hino nacional. Daqui a pouco vai aparecer um patriota por aqui sentando o pau em vc.

sexta-feira, junho 30, 2006  
Anonymous Elza do Blog do Beagle said...

Muitosérias as suas considerações. Bjkª. Elza

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Nat said...

Walter,

Graças às traduções dos hinos no início das partidas pude comprovar que os demais são tão (ou às vezes, mais) medíocres que o nosso.

Parecem samba-enredo de escola de samba. Junte as palavras glória, esplendor, bravura, etc, etc e terás um hino!

sexta-feira, junho 30, 2006  
Anonymous Anônimo said...

humm...com tdo respeito...sejamos patriotas...n adianta soh reclamar...isso naum muda nada...

vlww..

sexta-feira, junho 30, 2006  
Anonymous Alena said...

Pronto, Serjão , apareceu UMA patriota. Com todo respeito Walter, beleza de crítica e pertinente diante do que vemos de povo e nação hoje. Mas o nosso hino foi escrito na época romântica e é um belíssimo exemplar de literatura da época. Sou capaz de destrinchar passo a passo a utopia então em vigor. Espera-se que o hino incite o povo a realmente cantá-lo como inspiração para as suas atitudes.
Infelizmente, mais uma vez, a LITERATURA se afastou da realidade do hoje. Mas eu me considero a BRAVA GENTE BRASILEIRA pelo tanto que trabalho e produzo e isso eu pesquei lá do outro hino. Não vejo o brasileiro ser preguiçoso nem fugir à luta diária, mas sinto que o estereótipo vem a calhar diante da opressão e exploração a que é submetido pelas elites dominantes no poder. Estas são corruptas, corruptoras, corruptíveis. E de quem tem necessidades básicas não garantidas, não se pode dizer que seja corrompido facilmente, o povo, mas coagido a aceitar a ilegalidade a fim de ao menos sobreviver. E olha que nem todos participam da sujeira! Vejo muita gente da periferia trabalhar cedinho e dormir cedo para produzir as riquezas da CASA GRANDE ainda.

Beijos
Alena

sexta-feira, junho 30, 2006  
Anonymous Tania said...

Concordo, este hino foi feito para um País que não existe ou só existe num conto de fadas.
Abçs. Tânia

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Cintia said...

Concordo com vc. Eu também não morreria por um país que diariamente quer me matar... de fome, de desinformação, educação, moradia, condições dignas... Sairia correndo meeeesssmo!
E não me venham com essa história de pátria amada e blablabla.
A minha sorte é que peguei emprestado o colírio alucinógeno do Zé Simão!
Não sou revoltada, sou realista, então pra aguentar essa terra de ninguém, só mesmo cantando "I wanna be sedated" dos Ramones!
Abraços

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Orlando Tambosi said...

Análise perfeita.

Já era tempo de fazer outro (se é que precisa), mas, pelamordedeus, sob um governo lullático?

Que bobagens ideológicas não sairiam?

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Alexandre, The Great said...

Walter.

DISCORDO.

Apenas isso.

sexta-feira, junho 30, 2006  
Blogger Fátima said...

Figuraça.Além de "filho da mãe", é filho de que solo? Mesmo assim, ainda está melhor que um amigo. Veja se pode? Chorou porque a Argentina perdeu! Filho de boliviana, seu ídolo é Che Guevara. Disse que nasceu no Brasil e ponto. Retruquei com um ponto e vírgula. Prefiro Lamarca.Prometeu digerir. Cantar hino nas escolas, agora é lei estadual. Vai dar trabalho para os professores de Português. É também preciso levar em conta o contexto histórico.
Da "sucursal" Rio de Janeiro, para variar em guerra, tiros todos os dias, Pátria Amada Brasiiiilll.
Abraços.

sexta-feira, junho 30, 2006  
Anonymous Fernando said...

Sabe, esse lance d hino eh bem relativo...e estranho...

Eu nao sou nada patriota, odeio mtas coisas do brasil, por começar pelos filmes.
Eu sou branquelo, magrelo, q odeio samba e futebol, escolhi uma profissao q nao eh valorizada aki, prefiro os peitos às bundas paixao nacional......tem horas q me pergunto "oq diabos to fazendo aki?"

Ano passado, fui dispensado logo de primeira no tiro de guerra...ALELUIA, na serimonia, nao disse o juramento d proteger com a vida este solo, sempre q a patria chamasse...bestera!

Nosso hino é tao sacal, q eles ate cortaram editando ele, vai da introduçao pro final, hahahahaha.
Assim como jogadores...nem o presidente sabe cantar.

Abraçao Walter, post impecavel, e as fotos q vc coloca sao feras, hahahahahaahah...viu akela do kaka e o Roberto Carlos q esta no "jesus me chicoteia"...o kaka ta com o farol aceso!

PS: Ainda bem q ao contrario dos sambas enredos, os hinos nao colocam "babilooonia" no meio, sabe lá deoz porque! hahahahaha

sábado, julho 01, 2006  
Anonymous Miolo-dePote said...

Excelente seu Blog. Aguardamos sua visita no Miolo.
Helena de Tróia

sábado, julho 01, 2006  
Blogger Ricardo Rayol said...

Se vc achou nosso hinocafona imagino o que deva estar pensando dos hinos dos outros ehehehehehe

domingo, julho 02, 2006  
Anonymous Camilo said...

Walter, quem é o tal "herói cobrado"? Não tem um herói cobrado no hino?

segunda-feira, julho 03, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Walter

Banalizaram a execução do hino nacional. Estou ficando até meio enjoado. Tivemos sorte aqui no Brasil de sermos eliminados, pois haveria um intenso uso político do resultado que traria muitos danos sociais ao país. Poderia até mesmo influir nos resultados das eleições de outubro. Também acho uma bobagem, mas praticamente todos que conheço levam a sério esse momento. O pior é que quase NINGUÉM sabe cantar o hino todo.


Um abraço

Marco Aurélio

terça-feira, julho 04, 2006  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home