quarta-feira, junho 07, 2006

OS BÁRBAROS ESTÃO DENTRO OU FORA?

Quebra-quebra na câmara dos deputados em Brasília? Tava demorando... Aposto como vocês, queridos, antenados e emputecidos leitores, até deram um risinho quando viram as cenas. Ahn? Ah, sim, eu dei uma risadinha, sim. Não, minha senhora, não estou valorizando a violência. E, sim, minha senhora, eu sei que a manifestação não tem nada a ver com a sua, a minha, enfim, a nossa indignação contra o lamaçal. Mas é uma regra básica da física: experimente apertar um saco de açúcar. Uma hora estoura, nem sempre da forma e no lugar onde você esperava.

Pela primeira vez em anos eu vi os deputados com o fiofó pulsando apertadinho. Eles vivem há anos em uma bolha que os protege da realidade. Em casos como esses, quando a realidade decide entrar na sala de estar, é sempre dessa forma: sem avisos e com violência. Da próxima vez, deputados, experimentem colocar o focinho para fora da toca de vez em quando, certo? Diminui a pressão acumulada, manja?

Só não sei quem é mais perigoso: um manifestante ou um deputado. Um porrete não é nada contra uma caneta Montblanc mal intencionada. O engraçado é que, enquanto estavam ilhados, os deputados passaram a proferir aqueles discursinhos rasteiros falando em democracia, ordem e decência. Engraçado mesmo, porque essas coisas eles só conhecem em visitas ao zoológico.

O chato é que os únicos que ficaram machucados foram seguranças e manifestantes. Os verdadeiros bárbaros estavam sentadinhos em suas poltronas estofadas. E a reforma do local vai ser paga com o nosso dinheirinho suado. Mas pelo menos a turminha teve que se esforçar para lembrar que existe esse paisinho desgraçado fora dos gabinetes refrigerados.

Ok, minha senhora, eu digo o que a senhora quer: ó gente, eu não sou a favor da violência, viu? Sim, eu sou a favor da democracia pacífica, ordenada e funcional. E quando eu encontrar uma com essas características prometo defendê-la com unhas e dentes. Ouvi falar que tem uma assim lá na Suécia. Será que é verdade?

12 Comments:

Blogger Santa said...

Somos um Estado falido, refém dessas organizações fascistas mantidas com dinheiro público, pela benevolência do "falso profeta do bolsa família" . Mas como nenhum petista é preso, apesar das evidências, é provável que Bruno Maranhão, membro da executiva nacional do partido dos trabalhadores, preso por comandar o ataque das "bestas" no Congresso, será eleito deputado federal pelo PT, nas próximas eleições fazendo coro com os eleitos do PCC.

quarta-feira, junho 07, 2006  
Anonymous ordisi said...

Vou buscar minha senhora para comentar, hehehe.

:)

Abraços.

quarta-feira, junho 07, 2006  
Blogger Jorge Sobesta said...

Insisto na campanha Bosta Neles, cada um tem que contribuirsó com um pouco de fezes (vale usar recipiente pra exame) e mandar pro congresso!

quarta-feira, junho 07, 2006  
Anonymous Flavinha said...

A maioria das pessoas mostraram indignação com o ataque. Mas vc mostrou um outro lado da coisa. Não tinha pensado no que vc falou não!legal.

quinta-feira, junho 08, 2006  
Blogger Beto said...

Pois é! Eu também sou contra violencia, mas que dá vontade de sair por aí dando porrada em politico isso dá, ainda mais se for petista.

quinta-feira, junho 08, 2006  
Anonymous Marcelo Carrilho said...

Baixaria...Prefiro não comentar este assunto...

quinta-feira, junho 08, 2006  
Anonymous rattus said...

Confesso: eu gostei d ever os deputados assustados

quinta-feira, junho 08, 2006  
Blogger TV said...

O que me deixou mais puto é que não mataram nenhumzinho deputado!

quinta-feira, junho 08, 2006  
Blogger Serjão said...

Os verdadeiros bárbaros estavam sentadinhos em suas poltronas estofadas.
Pois é. Alguns além de ficar sentados ainda falaram besteiras como Miro Teixeira (" a direita infiltrada" ou Sibá Machado que mostrou solidariedade aos invasores.

No mais parabéns pelo texto

Abs

sexta-feira, junho 09, 2006  
Anonymous vera said...

Concordo com seu texto... Tem toda a razão. :-)Bjs

sábado, junho 10, 2006  
Anonymous Patrícia said...

Fiquei feliz sim, não apenas por aqueles putos terem ficado com o "fiofó apertadinho" como vc diz, mas principalmente pq ficou provado de maneira efetiva q esses Sem-terra (e todos os movimentos e siglas dissidentes) são de fato uma gangue organizada para: 1 - reinvindicar expropriações de terras e 2 - vender as terras que recebem dessas expropriações para terceiros e assim lucrar em cima das atitudes assistencialistas do nosso governo. Bem feito pra parte do povão que acredita que programas assistencialistas resolvem "os pobrema". Bolsa-família é o kct! Sistema educacional de primeiro mundo já!

sábado, junho 10, 2006  
Blogger Leandro said...

Se a Patrícia, aí de cima, me permite, discordo de seu ponto de vista. Acho que generalizar nivelando movimentos sociais por baixo é um ponto de vista bem rasteiro.
Quanto ao Walter, ácido e preciso como sempre.
Abraço
Leandro
P.S.: Não fiz a menor questão de disfarçar minha satisfação com o episódio.

segunda-feira, junho 12, 2006  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home