terça-feira, agosto 21, 2007

O SILÊNCIO É ENSURDECEDOR

Vou dizer de novo: esse é um dos poucos países em que a independência não foi conquistada no braço. Foi necessário um monarca dizer “Hum...enjooei!” para ficarmos livres de Portugal. Gostamos de ser cordeirinhos. Há alguns dias, o Movimento Cansei sugeriu um minuto de silêncio como forma de manifestação. Sério: que diferença faz um minuto de silêncio em um país que tem a tradição de ficar mudo, quietinho? E o que esperar de um movimento capitaneado por empresários, advogados e, putz, a Hebe Camargo? Se a coisa apertar, todos têm um flat em Miami para servir de refúgio.

É um movimento envergonhado. Dizem que é apolítico (não é). Que não é contra ninguém, mas a favor do Brasil. Qualé? De onde vem essa nossa mania de tomar suco de maracujá, de evitar confronto? Enquanto isso, o governo não pode ver meia dúzia de estudantes vaiando que já chama de golpismo. De novo: qualé? Temos medo de encarar quem nos incomoda. Quando a violência explode, socialites saem de branco imitando pombinhos com as mãos. Fica lindo no telejornal, mas o efeito prático é zero. Quem nos injetou esse sangue de barata nas veias?

Que povo bunda é esse que bebe para esquecer? Que canta “amanhã há de ser um outro dia”? Quando é que alguém vai ficar simplesmente puto? Não chateado, incomodado, decepcionado. PU-TO! Não é ficar puto contra um governo, contra um político, contra uma lei. É ficar PUTO DE VEZ diante da inércia, do deixa-disso e do “vamos conversar”. É para agora ou quer que embrulhe?

Sim, como dá para imaginar, o IWAPU está batendo no teto. Está no nível 3: putésimo. Vai ver é por isso que as bolsas estão caindo.

Marcadores:

25 Comments:

Anonymous rattus said...

Meu índice de putice já deu até para quebrar o medidor. Passou de 100%, Walter!

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger Serjão said...

Seu melhor texto;
Abs

O de baixo eu comento de noite.

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger Ricardo Rayol said...

Perfeito. Tua candidatura está lançada, alea jacta est.

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger Fábio Mayer said...

É bem isso mesmo!

Esse negócio de não ser contra nada nem ninguém é uma m... mesmo! Todo mundo quer protestar mas sem ficar de mal com ninguém, é um protesto novo...

Tá mais é certo de ficar puto!

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger seis passeios pelos bosques da ficção said...

é isso mesmo,o brasileiro se cala diante de escândalos, corrupções etc. Mas não foi sempre assim, não é incrível como na época da ditadura, quando tudo era censurado os jovens(principalmente) se rebelavam mais e expressavam seu descontentamento?Então porque hoje que vivemos numa democracia com liberdade de expressão todos se calam?

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger Luciano said...

Muito bom, mas sem uma única proposta.

terça-feira, agosto 21, 2007  
Anonymous Claudio said...

Nesse sentido os argentinos são melhores que nós.

Aqui os caras ficam putos quando a diretoria do curíntchia vai mal...
http://www.morroida.com.br/2007/08/08/just-another-day-3/

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger johann.dakitsch said...

Caramba Walter,dessa vez cegou a assustar...o interessante é q no posto do IWAPU no nível 3 ta escrito q Caetano lança livro...coincidencia?Ou vc já sabia disso?

OBS:por falar em livro,como vai a leitura?

terça-feira, agosto 21, 2007  
Anonymous emilia said...

concordo e tb concordo com o post acima.

:*

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger mercedes poison said...

Walter, concordo com o Serjão: seu melhor texto. Não que os outros não sejam igualmente ótimos, mas vc foi mto hábil em desmascarar esses "picaretas da paz".

Bj

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger sivoneide said...

Belissímo texto
Sinceramente desejo um terremoto aqui na República das Bananas, quem sabe assim dá uma "chaqualhadinha" nesses cérebros ocos, mas mais provável seria que inventassem uma música com dancinha tosca e erótica pra esse momento, esquece o terremoto, tsunami resolveria mais.

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger shirlei horta said...

Se as bolsas estão caindo, corra para um hospital!!! Acredite, mesmo para um país que é um pé no saco, isso não é normal!

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger shirlei horta said...

O de baixo o Serjão comenta de noite. A sós. A meia luz. Cuidado!

terça-feira, agosto 21, 2007  
Anonymous Caê said...

Tô putaço também, me segura!

terça-feira, agosto 21, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Prezado Walter Carrilho:

Me desculpe, mas discordo quando você diz que a independência no Brasil não foi conquistada no braço. Nós brasileiros é que costumamos ignorar a História, e achar que quando D. Pedro clamou por independência às margens do Ipiranga já estava tudo resolvido. Se quiser mais detalhes, basta acessar:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_da_independ%C3%AAncia_do_Brasil

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger Ane Brasil said...

Aí, magráo, falou e disse.
Não sei atirar, mas os meus molotovs são uma beleza... bora pra Brasília?
sorte e saúde pra todos - menos pra turminha "cansada"

terça-feira, agosto 21, 2007  
Blogger Walter Carrilho said...

Luciano: leia o resto do blog que você vai ver um monte de propostas. Mas nem todas são agradáveis.

anônimo:as maiores revoltas continuam apagadas pela história, muitas até piores dos que a citadas no texto indicado. O problema permanece: POR QUE FOI PRECISO ESPERAR DOM PEDRO SE IRRITAR PARA TOMAR UMA ATITUDE? Foi preciso ele dizer "cansei" para o processo começar. O povo mesmo não saiu às ruas. Em resumo: somos um povinho "encostadão".

Johan: a leitura continua empacada na página 1. Mas eu tenho fé.

quarta-feira, agosto 22, 2007  
Blogger Fê Guimarães said...

Simplesmente ridículo! Odeio movimentos elitistas e pseudo-engajados, ainda mais quando nos obrigam a ver um cartaz onde a Regina Duarte com cara de bunda está ao lado da Hebe centenária, que passa todos os seus Reveillons em Nova Iorque, Ana Maria "um quilo de botóx" Braga e Ivetão
Sangalo, que cobra de 300 a 400 mil reais por um show. Do que elas se cansaram? Dá pra levar a sério? Não dá!

quarta-feira, agosto 22, 2007  
Blogger Clau said...

Walter, eu de tão puta já fui parar na rua, protestando lá no Leme.
Havia uns 200 gatos pingados, por aí vc já vê, muit agarganta para pouca ação.
Também acho o tal do Cansei uma chatice - na hora que podemos gritar vamos ficar em silêncio?
Eu quero mais e gritar e desopilar o fígado que essa cafajestada tanto irritou!

quarta-feira, agosto 22, 2007  
Blogger Fábio Mayer said...

Walter,

Você tem razão quando diz que o povão mesmo não foi à rua, porque não foi.

Houve movimentações militares pela independência, principalmente no nordeste do país, porque lá, havia um número maior de pessoas fiéis a Portugal e há um registro de povo na rua... para impedir a independência. Mas no geral, escaramuças, nada que represente um levante ou uma revolução.

O engraçado disso tudo é que o povo que foi para a rua foi na Bahia!

quarta-feira, agosto 22, 2007  
Blogger Jorge Sobesta said...

Walter,

Não sei se você se lembra, mas povo agulha é assim mesmo. Toma na bunda e não perde a linha, hehe.

Grande abraço.

quarta-feira, agosto 22, 2007  
Blogger Marcos said...

Só não vou entrar na luta armada, tô muito velho pra isso e não sei manipular nem estilingue, mas as caixas postais de nossos digníssimos parlamentares têm tecebido muitos e-mails. Tudo bem que eles não respondem, tão pouco se fudendo pra mim, mas que sabem que estou de olho neles, lá isso sabem.

quarta-feira, agosto 22, 2007  
Anonymous Patrícia Valiño said...

Eu defino o brasileiro como funcionário público frustrado q não tem coragem de lutar pelo que quer: foi prestar concurso pra ter estabilidade, pq ele acredita, sinceramente, q não tem nenhum talento. É um zero à esquerda e pronto, então segue o caminho mais rápido. Enquanto isso uma alma se sufoca e morre lá dentro dele.
Acredito q a culpa disso venha em parte de certo discurso da mídia, repetido à exaustão, todos os dias, de forma direta e indireta, nos jornais, nas novelas, em todo lugar: "o povo brasileiro está sem saída". Qdo vc lê uma notícia de barbárie de traficantes no jornal, qdo vc lê sobre um escândalo político, tudo o que está escrito lá, as palavras na forma como foram usadas, te levam a crer nisso.
Nenhum jornal vai mostrar aos pobres q se eles se unirem pra cuidar eles mesmos de suas crianças, podem impedí-las de entrar pro tráfico. Q assim podem se opor aos traficantes de maneira pacífica e objetiva. O WILLIAM BONNER NUNCA VAI FALAR NO JN SOBRE O PODER MARAVILHOSO QUE OS POBRES TÊM, desde que se unam pra FAZER coisas aou invés de FICAR PEDINDO pra fazerem pra eles. O resto vale pra todos nós, os "classe-médias", os "classe-altas": se eu sei q o filho do meu vizinho tá enchendo o cú de droga e não faço porra nenhuma à respeito, não posso me queixar qdo minha filha aparecer com o cú cheio de droga tb. Se deixo de me juntar aos colegas contra um chefe escroto, não posso reclamar qdo for vítima da escrotidão dele.
Pra mim é essa forma de agir e de se manifestar que o brasileiro não tem mais. Ele esqueceu que tem.

sexta-feira, agosto 24, 2007  
Anonymous André Pudiesi said...

Ai ANÔNIMO, tão bundão que nem para citar o nome?

Walter, só para zoar com o eterno status-qu (não faltou o "o" - é cu mesmo) dos brasileiros que não tem coragem de assinar nada, zooei o começo do texto na wikipedia:

"A chamada Guerra da Independência estendeu-se de 1822 a 1823, no contexto do processo de Independência do Brasil, entre 1808 e 1825, quando esta foi formalmente reconhecida por Portugal e pela Grã-Bretanha. Na verdade, o Monarca cansou, desbundou e saiu fora deixando o Brasil para nós. Aí a gente inventou que teve guerra, gritinho, espadinha, essas coisas..."

[]s

melhor texto seu em décadas...

domingo, agosto 26, 2007  
Blogger Norman Chap said...

Pessoal, a Hebe é realmente uma velha decrépita e a Regina Duarte com cara de indignada é de revirar o estômago. Mas eu já cansei faz muito tempo das desculpinhas do Lula. Acho esplêndido, sem ironia, que dondocas e socialites fiquem indignadas. Estou com elas. Porque o povo tá muito preocupado com sua vida pra protestar (ou foi comprado com um bolsa Família). Isso não tem nada a ver com elitismo. Sem essa de luta de classes: não são só os ricos que estão sofrendo nas mãos dos petistas, todo mundo paga o pato!

PS.: ótimo blog, estou acompanhando sua leitura do Caê, Walter!

segunda-feira, agosto 27, 2007  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home