sexta-feira, setembro 12, 2008

MINHA DOCE VIDA DE PLAYBOY

Estou preocupado. As últimas pesquisas comprovaram o que eu já desconfiava: eu faço parte da classe A/B. Enfim, faço parte da “Zelite”. Sou rico e não sabia. Meu Deus, qualquer dia desses eu vou acordar, me olhar no espelho e ver que me transformei no Tarcisio Meira. Pelo que vejo nas novelas da Globo, minha vida se resumirá a passar as tardes ao lado da piscina e sacanear pobres honestos e trabalhadores como a Regina Duarte. Vou ter uma empregada uniformizada (provavelmente a Taís Araújo). E todas as vezes em que eu andar de helicóptero vou ouvir Frank Sinatra ao fundo.

É difícil acreditar nisso. Eu ainda tenho preocupações mundanas. Recebo salário, tenho assistência médica, essas coisas de gente mortal. Ainda não tenho um iate. E não dou festas para pessoas vestidas de smoking. Mas percebo que tenho vícios horríveis de playboy, como ler um ou dois livros por mês e ir ao dentista regularmente. Eu devia ter vergonha, sou um burguês inescrupuloso e esbanjador.

Nós, playboys, somos incompreendidos. Não fazemos mais aqueles rituais esnobes, como caçar raposas. De vez em quando espancamos faxineiras, mas é só isso. Temos costumes arrogantes, eu sei. Saber diferenciar um Merlot de um Pinot Noir em um país como nosso é de uma insensibilidade imensa. Mas somos “muito gente”, acreditem.

É por isso que estou lançando uma nova série de matérias: “Doce vida de Playboy”. Vou investigar os costumes dos ricos. E até tentar me adaptar aos mais estranhos, como engolir ostras e apreciar espetáculos de balé (céus, o que é um Pas de Deux?). Quem sabe até aprenda a fraudar o imposto de renda. Só para provar aos leitores que por trás de toda Suzana Vieira existe um ser humano comum e temente a Deus. Nós só gastamos um pouco mais de dinheiro em livros sobre porcelana chinesa. Só isso.

Acompanhem. Pelos meus leitores eu topo até encarar a Glória Menezes.

Marcadores:

7 Comments:

Blogger Serjão said...

Brow, nem pecisa publicar.

Teve um cara lá em casa que postou dois comentários interessantes sobre o texto do cinema. Dá uma olhada qdo puder
abs

sexta-feira, setembro 12, 2008  
Anonymous Divã do Masini said...

Grande Waltão.

Playboy eu não sei, mas que a pose está de BadBoy,isso ninguém duvida.

abraços

sexta-feira, setembro 12, 2008  
Blogger Serjão said...

Brow, vc foi no casamento da Sandy?

sábado, setembro 13, 2008  
Blogger Walter Carrilho said...

Serjão: não fui convidado para o casamento, mas eles podem me convidar para a noite de núpcias. Talvez o casal precise de alguma orientação, entende?

sábado, setembro 13, 2008  
Blogger ZEPOVO said...

Vc pode ter certeza que faz parte das zelite quando:
-Seu telefone estiver com grampo.
-Responder processo por fraude financeira.
-Seu nome aparecer em CPI.
-Uma piranha famosa jurar que o filho é seu.

segunda-feira, setembro 15, 2008  
Blogger Murilo Lima said...

Ótimo, Ótimo.
rs

Aproveite pra falar nos próximos sobre como é coisa de elite fazer curso superior. Afinal, em terra de cego quem tem olho é discriminado!

abraço!

segunda-feira, setembro 15, 2008  
Blogger Ozéas said...

Você pode até dizer que não sabe o que é um Pas de Deux, mas bem que fala direitinho a língua dos playboys de 1950.
Abç

segunda-feira, setembro 15, 2008  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home