sexta-feira, maio 08, 2009

PARA ENTENDER CAETANO - PARTE 1

O lançamento do novo disco do Caetano, “Zii e Zie” é tããão importante que merece mais de um post. Este é o primeiro deles. Pois é, o ego de Caê não cabe em um post só...

Passei as últimas semanas comendo aveia e fazendo abdominais para poder encarar o lançamento do novo disco de Caetano Veloso. Baixei o disco (sorry, gravadora) e, acreditem, pretendo ouvi-lo, só para não me acusarem de criticar sem fundamento. Talvez sirva para acelerar a minha trajetória rumo ao Mal de Alzheimer.

Eu não deveria me preocupar em ser coerente, porque a crítica em geral não tem sido nem um pouco coerente. Vou reproduzir o que encontrei por aí na Internet:

-“O disco é corrosivo” - mijo também é, mas nem por isso eu curto.

-“É um disco viril” - virilidade é mesmo uma palavra adequada para falar de Caetano. Assim como “gentil” serve para citar “Jack, o estripador”.

- “Caetano é uma presença fundamental para a compreensão da cultura nacional” - e também da teoria da relatividade, do Darwinismo, da física quântica...

- “Só uma devoração gozosa é capaz de nos levar ao âmago da criação de Caetano” - céus, quem vai tão fundo assim é proctologista.

-“São músicas que traçam conceitualmente um quadro de nossa condição humana atual, a do homem contemporâneo diante de uma realidade universal” - esqueça Nietzsche e Sartre. Só Caetano consegue fazer o que 100 mil filósofos foram incapazes de realizar.

- “Mas Caetano eu nunca escuto em uma sentada só” - e pode ter certeza que Caetano também não compõe em “uma sentada só”.

- “Na faixa 'Diferentemente’, Caetano convoca Deus e o mundo” - e Deus veio correndo, com medo de desagradar o trovador do Agreste.

-“Em ‘Perdeu’, por exemplo, ele conta a história barra-pesada de um garoto que cresce na favela” - esqueçam o rap, só um cara que morou com Paula Lavigne sabe o que é ”barra pesada”.

A minha impressão é que os resenhistas querem parecer mais afetados do que o próprio Caetano, sem se tocar que Caê é um artista que “já deu o que tinha que dar” – entenda essa frase como você quiser.
Na semana que vem eu falo do disco. Mas só se o meu fígado aguentar a audição dessa trolha.

Marcadores:

18 Comments:

Anonymous adam smith said...

“Só uma devoração gozosa

Quem disse isso? Uma pessoa retardada pode fazer isso. Fala ai voce inventou ne?

E a da sentada? melhor..

sexta-feira, maio 08, 2009  
Blogger Walter Carrilho said...

Adam: juro pela minha vó morta que estava na Internet. Só não dei o link para não promover esses panacas... Acredite, alguém escreveu essas merdas a sério.

sexta-feira, maio 08, 2009  
Anonymous ielpo said...

Sério candidato a POST DO ANO!!!!

Estou me "corroendo" de rir....


Abs!

sexta-feira, maio 08, 2009  
Anonymous Fábio said...

"Devoração gozosa"? "Músicas que traçam conceitualmente um quadro de nossa condição humana atual"? Cara, disco do Caetano é uma merda tremenda. Mas duvido que seja tão ruim quanto essas resenhas que você separou. Pior que artista ruim de serviço é crítico musical querendo imitar artista ruim de serviço. Deus me livre!!!

sexta-feira, maio 08, 2009  
Anonymous Guilherme_Cob4in said...

Gente... o titio Walter não quis fazer a propaganda, mas vale à pena!
Joguem no google o comentário sobre a “devoração gozosa” e tenham um orgasmo mental rindo das críticas!

sexta-feira, maio 08, 2009  
Blogger Eduardo Nery said...

Cara, quando é que Caê vai se mancar que ele já era? Nunca né, Walter? o orgulho dele não deixa.

sábado, maio 09, 2009  
Anonymous Flavinha said...

Quanta babação de ovo desses caras!Putz, nojento!

sábado, maio 09, 2009  
Blogger Jorge Sobesta said...

Devoração gozosa! Essa foi muito emo. Ouvi dizer que Caetano distribui mp3 players em formato anatômico para esses frutinhas curtirem bem fundo, hehe.

Grande abraço.

segunda-feira, maio 11, 2009  
Blogger Ricardo Rayol said...

Caro presidente, não posso deixar de rir pra caralho quando leio suas resenhas sobre esse ser representativo da incultura nacional. Primeiro que graças as suas lidas no trabalho polpítico é que ele pôde (pode? poide? peidou?) retornar de seu exílio.

Em segundo pq está engraçado mesmo.

Esta manhã ouvi uma reportagem sobre um trabalho fotográfico chamado "Mestres do Tempo" sobre pessoas de avançada idade que ainda são criativas. E colocou nesse rol dona canô. Com todo o respeito aos idosos mas, cacete, o que mais ela fez na vida além de parir caetano e bethania????

segunda-feira, maio 11, 2009  
Blogger Bruno said...

ahahaha, que isso, seriamente candidato a post do ano, permita-me postar no meu blog, com os devidos copyrights reservados ahahaha

terça-feira, maio 12, 2009  
Blogger Patrícia said...

Deve ter um tipo de regra pra resenhar caetano: não pode dizer que não gostou e quando disser que amou, diga-o de forma pseudo-intelectual. Linguagem corriqueira não pode ser usada para avaliar o trabalho de "Deus". Aliás a MPB está mais pra Gospel, com tantos de seus artistas se considerando o próprio Deus, não?

terça-feira, maio 12, 2009  
Anonymous Silvia said...

Oba, Tio Walter...finalmente acontece um fato onde o assunto favorito deu pano pra manga! ja tava com saudades!
To aguardando os proximos posts!

quarta-feira, maio 13, 2009  
Blogger Joe_Brazuca said...

Oi, Walter

Descobri seu blog atravéz de outro, e de outro, e de outro...Não poderia ser diferente, pelo "blogUniverso" (coisa horrivel esses rótulos modernosos, né não ?...rs.
E pelo que leio por aqui, ja gostei...Gosto de críticas sarcásticas e inteligentes, coisa e tal...

Bom, deixa te falar...
Não estou aqui pra defender o "Caê"...Mas na minha modesta opinião (e inútil, uma vez que somos apenas "uns", e "uns" não falam por todos...), o "Caê" é um grande artista !...e sempre foi !...e o último disco não está tão ruim assim como pintam esses diabos todos...rs

O que realmente vc sobeja de razão, são os comentários ridículos, desses "críticos" ai, que querem, apenas e tão somente ( pra redundar mesmo...) mostrar quem tem o "pau maior", no caso masculino, ou quem tem a xotinha mais apertada, no caso feminino...
Está "na moda" ser "over"...Está na moda mostrar "intelectualidade", mesmo que seja pra que ninguem entenda nada !...é chique ser "ininteligível"...Todo mundo é "filósofo"..é a era do "achismo"...aliás de todos os "ismos"...Putz !

Contudo acho mesmo ( ta vendo ?...mais uns a "achar" alguma coisa...rs) que, opiniões à parte, e masturbaçoes do ego humano, por dependurar-se em QUEM FAZ ALGUMA COISA DE VERDADE,não serve de parâmetro algum para analisar-se nenhum trabalho de ninguem...
E muito menos "gostar ou des-gostar" desse trabalho, o enaltece ou o diminui, né não ?
Afinal, como diz o velho dito, o que seria do amarelo, se todos apenas "gostassem" do vermelho ?

O Caetano Veloso é bom sim !( la vamos nós traveis...rsrs.EU acho bom, outros acham ruim...e daí ?...rsrs)...Aliás, nem tudo que ele fez, foi ou é bom...Ele é apenas um artista usando de suas ferramentas pra mostrar algumas ou outras realidades ou irrealidades...( Nem vou entrar por aqui em polemizar sobre "arte", pq dai a coisa vai longe...)

Como vc aqui no seu blog...Tem coisas ótimas...tem coisas médias...e tem coisas horriveis...

E daí ?....rsrs

abraço
Joe

quarta-feira, maio 13, 2009  
Blogger Didi Iashin said...

Ahn ... Você leu Verdade Tropical até o fim?

Esse papo patafísico para "criticar" o disco da criatura ...
Desculpa, mas é uma TREMENDA VIADAGEM!

quarta-feira, maio 13, 2009  
Blogger Walter Carrilho said...

Oi Joe. Milagre: alguém com opinião diferente que não entra aqui para me xingar, rsrs.

Pois é, eu já curti Caetano. Ele já fez coisas importantes. Mas acho que o tempo dele já foi. O problema para mim é a mania dele de bancar um semideus da cultura, um mega-intelectual, essas coisas. E o patrulhamento: se vc fala mal de Caetano vc está falando mal da cultura nacional.

Os críticos não têm coragem de criticar uma obra dele, ficam nas 3estrelas, manja? Isso me enerva.

Ele fez coisas boas e ruins, eu escrevo coisas boas e ruins. Funciona assim mesmo. Mas não espero babação de ovo. Sou só um blogueiro, não um farol de uma geração, como ele acredita ser, manja?

É um lance de opinião, claro. E eu gostaria que tivessem mais pessoas que gostassem de amarelo, rsrs.

Abs, valeu pela opinião equilibrada - uma raridade nesses dias.

quarta-feira, maio 13, 2009  
Blogger Walter Carrilho said...

Didi: tentei ler umas 50 páginas. Não deu. Bateu enjôo, ânsia de vômito. Juro.

quarta-feira, maio 13, 2009  
Blogger Joe_Brazuca said...

Walter

pois é...vc tem toda razão tb !

Existem "artistas" que insistem em linguagens que não cabem mais, né não ?...rsrs

Eu até gosto de Caetano e de outros da mpb tb( só gosto, viu ?...sem paixões arrebatadoras por coisa nehuma, ainda mais na minha "calejada" idade....rsrs)
, ja gostei mais tb...outros tempos, outros motes, outros objetivos, enfim...Tempos que ja se foram...

O importante seria que "eles" reconhecessem que não são "semi-deuses" e descessem dos seus pedestais de mármore e redomas ultrapassadas...Quem sabe assim, eles ATÉ conseguiriam fazer coisas mais legais e menos "intelectualoidizadas", né não ?...rsrsrs

valeu, amigo, por aceitar o meu comentário.E de qq forma, esse seu artigo ficou muito bom e hilário pacas, pois as frases "lapidares" dos "senhores do saber" são, digamos, bizarras...no mínimo...pra lá de...rsrsr

abraço
Joe

quinta-feira, maio 14, 2009  
Blogger marcio fabiano said...

PRA MIM ESTE SR CAETANO NUNCA PASSOU DE UM PÍCARETA DE MÃO CHEIA

sexta-feira, maio 15, 2009  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home