terça-feira, dezembro 06, 2011

QUANDO O CINEMA PERDE A PRETENSÃO

Sabe toda aquela pretensão que eu crítico em 90% dos filmes brasileiros?  Aquela mania de tentar explicar a vida, o universo e o embate social com dois teoremas de Pitágoras por cima? Então, os argentinos parecem não sofrer muito desse mal.

Comprove vendo “Um Conto Chinês”, filme dirigido pelo argentino Sebastián Borensztein (larga a mão de ser bairrista, Juquinha!) que ainda esta passando em alguns cinemas do país. Se não der para ver em tela grande, alugue o DVD (prometido para este mês). Mas veja. O trailer dá uma ideia de como o filme vale a pena:



Um Conto Chinês consegue ser uma comédia divertida e sensível. Fala de tolerância, vida, solidão e toca em feridas nacionais (Guerra das Malvinas) sem fazer discurso. O que por aqui é uma raridade. Salvo poucas exceções, comédia nacional tem que ter Bruno Mazzeo, Ingrid Guimarães e um travesti caricato, senão ninguém lança. Ou então é um manifesto sem graça de alguém querendo impressionar os amigos do curso de cinema.

Quando é que a geração Daniel Filho vai aprender?

Marcadores:

5 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Rapaz... vou ver!
Segui seu conselho com "O segredo dos seus olhos" e não me arrependi! Filmaço!

terça-feira, dezembro 06, 2011  
Anonymous Clóvis said...

Walter, vi esse filme e tenho que reconhecer que os argentinos estão mandando bem mesmo. Olha que deles eu só gostava de vinho! hehe

terça-feira, dezembro 06, 2011  
Blogger Walter Carrilho said...

Anônimo: Vá ver, sim! Vc não vai se arrepender. É um belo filme. abs

terça-feira, dezembro 06, 2011  
Anonymous Anônimo said...

Cinema Argentino da de 10 a 0 no nosso, o segredo de seus olhos comprova isso, inclusive faturou o oscar! Filmão!

sexta-feira, dezembro 09, 2011  
Anonymous jc said...

Vc eh a seguinda pessoa q fala desse filme pra mim e elogia muito.
Darei uma chance.

segunda-feira, dezembro 19, 2011  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home