quarta-feira, maio 31, 2006

COMO QUASE VIREI UM CRIMINOSO

O Supermercado Pão de Açúcar perto de casa é um dos mais frescos que existem. Vive em reforma, tem sempre uma novidade “arquitetônica”. Agora encanaram de colocar uma cafeteria e uma livraria bem na porta. Fui lá conferir. Entre um café carésimo e outro, aquele diabinho que aparece no ombro da gente deu as caras: “Você viu como seria fácil roubar um livro aqui?”

Era fácil mesmo. Perto da porta, muito movimento... Por uns 3 minutos eu me senti um George Clooney, arquitetando um plano mirabolante para afanar um produto que deveria custar, se tanto, uns 25 pilas. Mas felizmente o diabinho não me convenceu.

Não tenho a cara de pau desses Malufs que roubam sem sentir remorso. E se eu fosse pego acabaria virando notícia. Imagine: roubar livro em um país de analfabeto é manchete na certa. Eu viraria piada nacional e acabaria puxando uns 10 anos de cana sem habeas corpus (isso é para deputados e assassinos, você sabe...). Roubar livro seria uma afronta ao país. Eu acabaria inaugurando a pena de morte, no mínimo. Que horror, meu caso daria manchete no programa da Luciana Gimenez!

Enguli o café e parei de pensar besteira.

23 Comments:

Blogger Rodrigo Dias said...

Walter,

Concordo contigo. Se nós, "míseros cidadãos", formos pegos roubando um livro de R$ 25, ou um pote de margarina de R$ 3, estaremos em cana sem direito a Habeas Corpus, e em cela junto de assassinos, estupradores, entre outros.

Agora, se já for político... É ir pra casa e tomar Chandon!

E "viva nóis"!

Abraço.

quarta-feira, maio 31, 2006  
Blogger + Kazzx + said...

Caro Walter,

Já imaginou o pessoal dos direitos humanos querendo te "defender", acho que seu tempo no corredor da morte seria curto....

Abçs

quarta-feira, maio 31, 2006  
Blogger TatO said...

Eles matariam antes mesmo d chegar na cadeia, rpz.. já imaginou o quao negativa soaria a manchete: "jornalista é preso tentando roubar livro em supermercado" .. 1.. acho q n agradaria mt... eheh. abç

quarta-feira, maio 31, 2006  
Anonymous abominnavel said...

Garanta bons advogados e você vai poder roubar quantos livros quiser. Mas ir parar no programa da Luciana Gimenez seria tortura demais para uma pessoa só...

quarta-feira, maio 31, 2006  
Blogger Dani Morreale said...

Acho que roubaria só para ver as mancehtes no outro dia. Só não toparia ver Gimenez. rarara Adoreiiiii

quarta-feira, maio 31, 2006  
Blogger Saramar said...

Nossa, Walter, imperdoável!
Imaginei vários cenários, teorias conspiratórias e dependendo do livro, uma CPI.
rsrsrsrsrsrs.
Mas, creio que o pior seria mesmo ser matéria (?) da Gimenez. Será que ela sabe o que é livro?

Beijos

quarta-feira, maio 31, 2006  
Anonymous Ordisi said...

Só voce pensando em roubar neste país...tsk tsk tsk, coisa feia.

Degredo certo pro Hawaii.

:)

Abrs.

quarta-feira, maio 31, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Meu avô sempre deixou livros espalhados na varanda de sua casa e ninguem nunca roubou nenhum exemplar. Acredito que se fosse qualquer outra coisa...

Um abraço

quarta-feira, maio 31, 2006  
Blogger [Fotógrafo] said...

Olá Walter! Obrigado pela visita a minha reles página.
Lendo seu post lembrei da moça que foi presa por roubar um pote de margarina de pouco mais de três reais. Comparando com o "valerioduto"...

quarta-feira, maio 31, 2006  
Anonymous Alena said...

A questão é ... roube , mas roube bem. Você seria preso, caro Walter,porque estaria roubando um livro. Você acha que a bancada política suja as mãos com margarina ou um livro, um exemplar? Roube logo a Claybom inteira, alaranje-a, roube o caminhão de livros de dez escolas públicas ou superfature as compras dos didáticos. Aí, "mermão", você está garantido! Crime de elite = impunidade.

quarta-feira, maio 31, 2006  
Blogger Jorge Sobesta said...

Walter,

Mas o que é isso!
No seu post "PCC? A culpa é minha!" você já assumia ser da elite branca e reponsável pela onda de crimes em São Paulo. Agora está com tendências a cometer furtos! Eu acho que realmente colocaram alguma coisa na água daí.
Walter, Walter ...

quinta-feira, junho 01, 2006  
Anonymous Camilo said...

Bão, Walter... Se vc fosse parar num Superpop de quarta-feira, pelo meno veria aqueles desfiles de lingerie in loco.

quinta-feira, junho 01, 2006  
Blogger Moita said...

Voce fez bem em não ter furtado o livro.

Mas quando eu lançar meu livro sobre Lula, cujo título será: "Perda um Dedo e Ganhe o Mundo" voce deve furtá-lo.

Abraços

quinta-feira, junho 01, 2006  
Blogger Moita said...

rssssssssssssss

quinta-feira, junho 01, 2006  
Blogger Júnio said...

Convenhamos que roubar um livro não dá pra pagar advogados, por isso a quadrilha Maluf roubou muito e demais a mais as pernas e a boca da Luciana é show de bola.
Abraços.

quinta-feira, junho 01, 2006  
Blogger Soube said...

- Soube?
- Do quê?
- Depois de ser preso e aparecer no programa da Gimenez...
- É!
- A seqüência natural seria posar nu e fazer um blog (ops), acho que você começou do contra...
- Melhor deixar a intenção de roubar o livro pra lá, mesmo...
- É!

quinta-feira, junho 01, 2006  
Blogger Kafé Roceiro said...

Caro amigo,
você fez muito bem em ter resistido. É muito pouco pra se queimar! E no mais ainda sou a favor de deitar a cabecinha no travesseiro e dormir tranqüilo!

quinta-feira, junho 01, 2006  
Anonymous vera said...

Walter: tem que nascer... malandro já nasce feito! rsrs ;-) Bjs

quinta-feira, junho 01, 2006  
Blogger Vera Fróes said...

Walter, que bom que vc desistiu. Luciana Gimenez só merece quem está em fim de carreira e quem é incompetente, que não deve ser o seu caso.Rsrs.

Abs.

sexta-feira, junho 02, 2006  
Blogger Ricardo Rayol said...

ainda bem que você é ético.... rs

sexta-feira, junho 02, 2006  
Anonymous Patrícia said...

Minha sugestão: descole um terno de boa aparência, descole emprestado um carrão (e garanta que todos o vejam sair dele) puxe um papo sofisticado com algumas pessoas em volta e, quando ninguém estiver notando, roube o livro. Daí se vc for pêgo poderá olhar com ar esnobe e dizer "Olhe bem pa mim rapaz, achas que sou de roubar porcarias! Além disto esta infeliz peça literária é uma afronta ao meu intelecto rico e aculturado!!" Se vc parecer bem rico e bem esnobe, o "seu gualda" pode até lhe pedir "Desculpas, Dr.!"....

sábado, junho 03, 2006  
Anonymous Geraldo said...

Embora nunca tenha roubado livros, acho que roubar livros em livrarias, é um atenuante, que qualquer promotor deve pedir a absolvição do acusado, só não aprovo roubo de livros em bibliotecas públicas pois, por sí só, já é uma grande mesquinharia. Sempre achei que o conhecimento deve ser democratizado, pois direitos de patentes e outros pagamentos referentes a propriedades intelctuais são um forte instrumento de escravização. Viva a Internete sem limites

domingo, junho 11, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Super color scheme, I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»

sábado, julho 22, 2006  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home