sexta-feira, outubro 27, 2006

MOSTRE O FILME QUE VÊS QUE EU TE DIGO QUEM ÉS!

Deve ter estar faltando dinheiro no Irã e no Butão. Eles insistem em fazer cinema por lá. Onde tem dinheiro faltando, tem cineasta afanando o que sobrou (sim, Guilherme Fontes, é com você mesmo). E aqui tem gente que insiste em mostrar os filmes desses países com problemas de saneamento básico. Em São Paulo temos, mais uma vez, uma nova edição da Mostra Internacional de Cinema, um evento especializado em filmes-cabeça e analogias entre melões e o declínio da civilização moderna ocidental.

Nunca foi a uma mostra de cinema, Juquinha? Você pode ver um guia prático aqui. Tem um povo que curte um exotismo. Vai ao cinema para ver pastores afegãos sendo espancados e crianças senegalesas soltando pipas. Eles acham bacana ver uns pobres na tela. É um programa "sensível" para fazer antes do curso de matelassê. É a tal mania de responsabilidade social. Eles não precisam ir tão longe: temos miseráveis sobrando por aqui. E eles já são o terceiro item em volume de exportações brasileiras, perdendo apenas para travestis e músicos chatos que vão tocar em Lisboa.

Outra coisa que esse povo curte é ver as cenas de sexo. Filme cabeça quase sempre tem sexo. Mas não é aquela coisa padrão “Penthouse”. Sexo-cabeça é complicado: o fazendeiro vietnamita tira a roupa e grita frases subversivas enquanto a sua esposa esfrega morangos no corpo e recita trechos de poemas renascentistas. De vez em quando pode aparecer uma vaca. Se a vaca não fizer nada e só ficar olhando, é uma metáfora. Se participar da transa é uma cena de zoofilia e você está no cinema errado.

Em resumo: daqui alguns meses estréia Homem-Aranha 3.

13 Comments:

Anonymous rattus said...

Faz tempo que eu não passo por aqui.Dei sorte!!! Muito engraçado! Aposto que o filme ganhador vai ser iraniano.

abs

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger Serjão said...

A vaca é só para dar um clima. Mú daqui, mú dali e a galera fica inspirada. Mas Walter, vc lembrou bem. Que fim levou aquele picareta do Guilherme Fontes que não concluiu o Chatô? Na surdina ele meteu mesmo a grana no bolso e não terminou o filme. Bom assunto para um post.

Abs

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger Cleverson Montanha said...

"Analogias entre melões e o declínio da civilização moderna ocidental".

Muito bom...

Cara me deu até vontade de fazer um filme: "Pra que e porque existe Butão"? (ambiguidade sim, e porque não? O filme é meu!)

Estrelando: Carlos Machado, o mudo de Butão.

Parabêns cara...sempre...felicidades e muita porcaria na cabeça...só assim pra eu rir muito.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger Jorge Sobesta said...

Walter,

O bom de São Paulo é isso: Diversidades!
Aqui na terrinha rola sessão comentada de cinema. De 5 em 5 minutos um fulano interrompe o filme e explica o que tá acontecendo. Qualquer dia eu vou lá. E tem também artistas que ninguém ouviu falar lendo obras de escritores idem. É um bom programa para quem mora sozinho e tem algum tipo de psicopatia que ninguém sabe.

Um abraço.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger Juliana Marchioretto said...

Texto muitíssimo inteligente, ainda que eu goste de filmes cabeça... Vou começar a ir sozinha ao cinema, pq a opinião do meu namorado é parecidíssima com a sua. Hahahah
um beijo

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger mercedes poison said...

Poooooo Walter, eu curto os tais filmes-cabeça..hehehe. Não para ver a miséria alheia, necessariamente, mas pra saber como pensam e articulam idéias e imagens nos cantos mais inóspitos do planeta..

Mas concordo contigo, pra quem curte ver miséria, aqui tá cheio..

Bem que eu queria estar em SP pra ter a chance de conferir algumas "analogias entre melões e o declínio da civilização ocidental"..ou seria oriental??hehe..

Bjs.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Anonymous Camila Smid said...

kkkkk, bom como sempre, se não melhor!

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger + Kazzx + said...

Caro Walter,

É por ai, de todos só se salva talvez o cinema Britânico que quando acerta não tem para ninguém, no mais é só aguardar homem aranha 3 que a diversão é garantida e o personagem do homem aranha ainda é pobretão também..

Abçs

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Mmmm...
Acho melhor eu engavetar meu projeto de filme vietnamita. Não seria muito bem aceito por aqui.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger Ollie McGee said...

Olha, eu definitivamente não tenho muita paciência para esses filmes pop cabeça cheios de metáforas. Passo looonge dessas coisas.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Anonymous Elza do Blog do Beagle said...

Eu estava com saudade desse sarcasmo. Bjkª. Elza

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger Ricardo Rayol said...

Cara, filme cabeça é pra deixar um puto. só PIMBA pra gostar desta porcaria.. já fui uma vez e nunca mais credo...

sábado, outubro 28, 2006  
Blogger Ane Brasil said...

Você é o mó corta onda da paróquia! eutenho um roteiro de um filme onde um padre católico americano, um grandão do islã, um rabino, o Mike Tyson e um zé mané qualquer ficam trancados dentro de um apartamento, discutindo o sentido da vida, as embalagens de elma chips e a finitude do universo... aí, no final, toca na campainha uma gostosona... e se junta com eles na discussão.
Só quem transa é o Mike Tyson... com o rabino, é claro! hehehehe
Sorte e saúde pra todos!

segunda-feira, outubro 30, 2006  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home