sábado, janeiro 13, 2007

QUEM PODE, PODE.

Eu já me prometi várias vezes escrever algo sobre as músicas que tocam no supermercado perto de casa. Som ambiente é algo essencialmente asqueroso. Tem supermercado que apela para o som “que o meu povo gosta” e despeja uma mistura tóxica de forró de quinta com pagode mela-cueca. Mas no Pão de Açúcar perto de casa é pior. Quem escolhe as músicas tenta ser “sofisticado”. E sofisticado, para esse infeliz, é selecionar músicas da nova MPB com clássicos da aporrinhação. Mas sobre o gosto do sujeito eu falo depois.

O problema é que hoje estava tocando Marisa Monte. Eu estava na seção de laticínios quando tocou a horrenda “Amor, i love you”. Eu sei, tem gente que acha liiiindo. Mas ouvindo aquela “coisa” (sim, Juquinha, eu chamo de “coisa”. E aí? vai encarar?) eu me lembrei de outras músicas que também fazem construções bizarras de frases para dar um ar de “subversão”. Lembram de “Eu te amo você”? Então. Marisa Monte falando uma besteira como “Amor, i love you”, nessa mistura tosca de inglês com português, é bacana, “putz, olha que sacada”. Mas se fosse o Tiririca que cantasse essa música aposto que o mundo ia cair de pau. Talvez fosse até processado por uma junta de professores de um curso de línguas.

É assim que funciona: cantor popular tem que falar direito, pois a sua obrigação é educar a escumalha. Cantora que é apreciada pela turma da festa de queijos e vinhos pode falar qualquer merda. Ou, em resumo: Tiririca fala errado. Marisa “reinventa” a língua.

Futuros cantores, aprendam: escolham a família antes de nascer. Facilita um bocado.

13 Comments:

Blogger Ricardo Rayol said...

São aspectos da vida.. por exemplo em qualquer lugar do mundo a Cicarelli seria processada.. mas aqui acham normal uma pessoa publica e conhecida trepar na praia

sábado, janeiro 13, 2007  
Anonymous André Pudiesi said...

Para constar, outros clássicos:

Lobão:
"Chove lá fora e aqui, faz tanto frio.
Me dá vontade de saber
Aonde (!!!!) está você.
Me telefona (!!!!),
Me chama(!!!!), me chama(!!!!), me chama(!!!!)."

Raul (quem mandou achar que Paulo Coelho sabia escrever!):
"Eu nasci há dez mil anos atrás (!!!!)..."

[]s

domingo, janeiro 14, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Sobre "reinventar" a língua portuguesa, me lembra o sempre elogiado Guimarães Rosa e sua belíssimas palavras e seus esmartes olhos.

domingo, janeiro 14, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Huehuehue, vc é foda, tb odeio a Marisa "Monte de Bosta". Pra mim, a "Monte de Bosta" e o Tirica estão no mesmo nível musical. Só q Tirica pelo menos é engraçado.

domingo, janeiro 14, 2007  
Blogger Santa said...

Walter,

Ainda bem que encontro "um" pra bater em Marisa Monte!. Nem vou questionar, o quão chatas são as músicas ou seu jeito mala de ser. Suas letras nunca são geniais como muitos acham. Não aguento o esoterismo e alguns conceitos irritantes de felicidade. Sou mais a irreverência do comediante Tiririca, que lhe valeu um processo pelo MP por racismo com a música "Crioula". Seus CDs foram apreendidos; proibido a execução de suas (outras) canções pelas rádios. Perdeu tudo que tinha numa brutal crise financeira e, ao fim, acabou sendo absolvido da acusação.
E advinha: o processo foi movido pela ONG do Ivanir dos Santos, na época candidato à vice-prefeito do Rio pelo PT.

Bjs

domingo, janeiro 14, 2007  
Anonymous Fernando said...

Bom...

Existe sempre 2 jeitos de dizer a mesma coisa.

Existe um cara, gringo, chamado Richard Cheese...ele pegou musicas de rock, e as refez em um ritmo de jazz e outras com estilo classico.
[procure as dele e as originais]

Mtas das musicas de rock, como da banda Slipknot, que ele regravou tambem...tem palavroes...e ele canta a letra suja exatamente igual, porem com um piano acompanhando.

Desta forma, as musicas poderiam ser tocadas em qualquer barzinho brasileiro de granfino e festas de socialight, q ninguem ia notar e ainda teria alguem q chegaria e diria: "-Nossa, isso eh Sinatra?"

O mundo eh dos opostos, e se os opostos se atraem, Tiririca e Marisa, sao a mesma porcaria,falam o mesmo churume de formas diferentes.
Quer coisa pior que Legiao Urbana?
Ou o Cazuza com a piscina dele cheia de rato.
Cristo!

haiuhauiahuiahuhuiahuauhihuhaa
Abraçao!

domingo, janeiro 14, 2007  
Blogger Walter Carrilho said...

Caramba, não imaginava que tinha mais gente que não topa a Marisa. Achei que ia ter cartas bomba chegando em casa.

André: Sensacionais as lembranças...Roqueiro ainda não sabe a diferença entre "Aonde" e "Onde".

Fernando: Richard Cheese? Tenho um monte de música dele. Hilário.

domingo, janeiro 14, 2007  
Anonymous didi iashin said...

Ricardo Queijo??
Olha, sei não ...
Marisa Monte não foi aquela que teve um filho e batizou-o como Mano Vladimir?
Ela devia ser presa!!
Seus discos quebrados e ser proibida a sua audição, pública ou privada. Privada? Boa idéia ...

segunda-feira, janeiro 15, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Conversando com uma fã da sra. Monte(risos incontidos), lembrei do clássico "Beija eu". Veja o resto(se tiver coragem)

segunda-feira, janeiro 15, 2007  
Anonymous Renato Sabo said...

MPB - Musica pra babaca

segunda-feira, janeiro 15, 2007  
Blogger Jorge Sobesta said...

Você esqueceu da imortal "Pega eu, Beija eu .." bleeerrgh!!!

segunda-feira, janeiro 15, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Essa porcaria de música é tão romântica quanto "Ursinho Blau-Blau" do Silvinho.

segunda-feira, janeiro 15, 2007  
Blogger André Freitas said...

Gente, não se esqueçam do "classico" do Charlie Brown Jr. "Se não é eu que vai fazer você feliz... Guerra". E eu jurava que ele falava "Se não é o que vai fazer"
Lastimável... mas pelo menos ele deu uma cabeçada no vocalista do Los Hermanos.

quarta-feira, janeiro 17, 2007  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home