domingo, julho 15, 2007

EU TAMPARIA OS OUVIDOS EM UM LUGAR COMO ESSE...

A festa de abertura do Pan pode ter sido visualmente bonita, mas foi, também, a maior reunião de malas sem alça dos últimos tempos – só perdendo para algum simpósio sobre poesia concreta que talvez eu tenha perdido. Não estou falando das autoridades oficiais. Estou falando das atrações musicais. Devem ter chamado um jornalista metrossexual da revista Bravo para escolher as atrações. Confira o drama:

-Elza Soares (a “rainha da voz esganiçada”) cantou o hino nacional. À capela! É como pedir para o Ozzy Osbourne cantar Bossa Nova!

-Arnaldo Antunes cantou a música tema, que fala de “energia”. Ele combina mesmo com a palavra “energia”. Da mesma forma que “coveiro” combina com “festa”.

-Adriana Calcanhoto cantou “Boi da cara preta” durante uma apresentação que parecia um Cirque du Soleil genérico. Boi da cara preta não dá medo. Mas a Adriana Joelhoto tentando ser a “Nara Leão do século 21”, dá.

-O grupo “Cordel do Fogo Encantado” fez uma apresentação “pseudo-pós-folclórica”. Aquelas coisas que a turma da aula de semiótica acha bárbaro, mas que o resto do planeta não tem saco para ouvir.

-E, para completar a tragédia, Chico César. Com um terno branco e um medalhão gigante, ele parecia um comediante do “A praça é nossa” imitando um bicheiro. Um luxo.

-Mas luxo mesmo foi Daniela Mercury, com o modelito “Ei, eu empinei os seios, querem dar uma olhada?” Serviu para acordar a molecada.

De resto, a pira do Panamericano parece uma homenagem aos ônibus incendiados, uma manifestação cultural muito comum por essas terras. Enfim, um gesto de coerência.

Marcadores:

26 Comments:

Anonymous Giovani Mrozkowski said...

Porra Walter! Você conseguiu ver a boiolagem toda? Parabéns. Já merece medalha de ouro na modalidade saco grande. Só consegui acompanhar (mais ou menos)atéa parte do Arnaldo...

domingo, julho 15, 2007  
Blogger Pênio Moraes said...

Caro Senhor,

Desconsiderando o fato de ser o senhor um sagaz militante da direita reacionária, gostaria que juntasse forças com os gloriosos soldados do Jegue Vermelho na importante campanha de laurear Evo Morales com o Prêmio Nobel da Paz.

Viva Fidel, Viva Evo e Viva o sal de fruta Eno!

domingo, julho 15, 2007  
Blogger Walter Carrilho said...

Assistir eu não assisti. Tava trabalhando com a tv ligada. Pensei que fosse a materialização de um pesadelo meu. Mas foir real. Putz...

domingo, julho 15, 2007  
Blogger Serjão said...

Eu tb não vi muito. Mas o pooco que eu vi fiquei com a sensação de que já tinha visto aquilo antes. E dezenas de vezes. Aquilo nada mais foi do que um desfile de escola de samba. E a comparação da pira com ônibus queimado é ótima. Como todo o texto.

Abs

domingo, julho 15, 2007  
Anonymous Patrícia Valiño said...

Até pegando um gancho no comentário do Serjão: pô, não podia ter sido diferente, afinal o "espetáculo" todo foi criado por uma carnavalesca!
Por isso que ficou uma cafonice só! No dia do showzinho eu estava trabalhando e só vi mesmo as reportagens de "day after", mas deu pra notar a cafonice generalizada, típica de um carnaval... Humpf. Depois dessa o COI com certeza vai levar as olimpíadas pra longe daqui. Mostramos com força total porque somos piegas, chatos e cafonas. Só pensamos em mulatas, cerveja, carnaval e futebol.

domingo, julho 15, 2007  
Blogger Walter Carrilho said...

Pênio: E viva o Brian Eno, também...

domingo, julho 15, 2007  
Anonymous André Pudiesi said...

procurei os peitos da srta. mercúrio e cá estão:
http://youtube.com/watch?v=zL0JDWQU6G8&v2

mas cuidado, vem com Galvão Maisomeno de quebra fazendo a locução do evento, como se fosse futebol, claro

domingo, julho 15, 2007  
Blogger Doutroladodomar said...

Podia ser pior, Walter..já ímaginou um ataque de regionalismo com Tieta na voz "dele"??? afff!

domingo, julho 15, 2007  
Blogger Ricardo Rayol said...

E alguém tinha dúvida que iam fazer uma baita mistureba? pelo menos não rolou um pagode....

domingo, julho 15, 2007  
Anonymous André Pudiesi said...

sabe o que mais gostei?

nas imagens mostra o Cristo Redentor e ele estava todo apagado.

cacete, em pleno pan, festa internacional, nem para acender ou usar uma iluminação especial?

nem bem foi eleito e não quer mais trabalhar!

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger Monica said...

A roupa da Daniela Mercury saiu direto do guarda roupa da Bebel...

segunda-feira, julho 16, 2007  
Anonymous gilson said...

hehe, nem tava lembrando que esse negócio ia acontecer. Estava no shopping com um amigo e montaram dois telões para exibir a abertura. sorte que o som estava horrível e não deu para entender nada, hehe.

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger Luc said...

Tadinha da moça! Ela se esforça para ser a Madonna tupiniquim, poxa!

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger Flávio Sartori said...

Cara, vc mandou bem.

Arnaldo Antunes com aquela roupa de ainda-vou-crescer-e-ser-alguem fingindo que cantava, ou pior a Daniela Mercury que não conseguia seguir o playback. Na boa, de onde foram desenterrar a Elza Soares, se botox fosse inflamavel aquela mulher seria uma bomba ambulante.
Estou "linkando" vc no meu blog.

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger Fábio Max Marschner Mayer said...

Eu não assisti. Eu soube que era para homenagear todas os grupos étnicos do Brasil, mas ouvi algum comentário de que, claro, o sul do Brasil foi "esquecido"...

Mas pelas "atrações", embora dona Adriana seja gaúcha, mas com vontade de ser carioca, acho que foi isso mesmo, uma festa de São Paulo para cima...

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger mercedes poison said...

Walter, obrigada por fazer um "compacto" tão fidedigno desse circo, já que não pude assistir - e mesmo que pudesse não assistiria.

Genial como sempre. Bjs.

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger Fura Olho said...

Eu não ví a festa de abertura, e agora que lí seu post, sinto alívio de não tê-lo feito...

Abs

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger Cristina Lima said...

ainda bem que eu não vi quase nada. quando liguei a TV a daniela estava cantando , eu botei a tv no mute e fiquei esperando o jornal.

sorte nossa ter você para assistir , comentar e nos fazer ver qwue não perdemos nada.

um grande beijo e boa semana.
PS.: quando vc vai soltar o veneno na daiane dos santos?Já viu como ela está gorda?

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger R.C said...

Putz, que dor, que dor! Alguem se salva de sua ira implacavel! haha

abraxao

RF

segunda-feira, julho 16, 2007  
Anonymous Vera said...

:D Hahahahah! Bravo Walter, acho que assino embaixo, mais risossss. Lol!!! :) Bjs!

segunda-feira, julho 16, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Po Walter ! Passou batido pelo momento sublime da festa, aliás os momentos sublimes: UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUHHHHHUHHHHH
Drica

segunda-feira, julho 16, 2007  
Anonymous emilia said...

Ave maria!
eu não tive a vontade de assistir todo, mas o que é que o boi da cara preta tem a ver com o panamericano?
afiii.

;)

segunda-feira, julho 16, 2007  
Blogger Notícias Policiais said...

http://noticiaspoliciais.blogspot.com/

terça-feira, julho 17, 2007  
Blogger Blogildo said...

Só as vaias já valeram! A gente até atura essas "particularidades" da cerimônia de abertura (epa!).

terça-feira, julho 17, 2007  
Blogger maristela bairros said...

Vamos reagir. Mais um acidente aereo, podia ser um de nós ou dos nossos.
Somos um povo de ovelhas.
Nos roubam.
Nos matam.
Não fazemos nada.
Só assistimos.
Que tipo de povo somos nós, que nos contentamos com bolsa família e choro de um presidente vaiado? Gabinete da crise: para quê? Dar as condolências.
Que Deus tenha pena de nós.

terça-feira, julho 17, 2007  
Blogger Fê Guimarães said...

Não tive muito saco. Agora, lendo seu post, confesso que fiquei aliviado por não ter assistido.

quarta-feira, julho 18, 2007  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home