sexta-feira, junho 03, 2011

MANIFESTAÇÃO SEM PANCADARIA NÃO TEM GRAÇA?

O assunto é da semana passada, mas dane-se, não sou entregador do Habibs para correr contra o tempo!

No último fim de semana rolou a Marcha da Liberdade. Desta vez não teve pancadaria com a polícia. Se eu fosse da organização iria reclamar com os comandantes da PM. Sem pancadaria, manifestação não dá IBOPE. Ninguém presta atenção.

Qual era o objetivo da passeata, mesmo? Defender a liberdade de expressão? A tiazinha em casa não sacou. E continua dizendo que é tudo maconheiro e desocupado que merece apanhar. Complicado, né, Juquinha?

Ninguém curte esses lances de “voz popular” por aqui. Ninguém leva a sério. Se a manifestação não tiver porrada ou não for engraçada (tipo Churrasco da Gente Diferenciada - da qual participei), nem merece nota de rodapé. Quer ser ouvido? Arranje um jeito de ficar pelado, algo assim. Senão, sem chances. Agora vai ter a Slut Walk (caminhada das vadias). Bacana, essa vai dar Ibope. Mas é para mudar o que mesmo? Ninguém vai lembrar.

Com o tempo, aprendemos que fazer manifestações, um gesto legítimo de se expressar, é um troço meio “demodé” por essas bandas. E meio inútil. Liste as principais manifestações deste país para comprovar: Diretas Já? Não passou. Fora Collor? Ele caiu, mas já esta de volta, todo pimpão, com poder no senado e até banca de aliado vital do governo.

Durante anos eu fui às ruas em cada eleição em que Maluf concorria. Junto com amigos, parava carros para tentar convencer motoristas a não votar no cara. E ele sempre ganhava. E virou deputado super votado atualmente. Pois é, não rola, Juquinha.

Com o tempo, o pessoal parece que aprendeu a se dedicar a manifestações inócuas. Eu iria fácil atrás de qualquer passeata do tipo “Fora Jader Barbalho/ Palocci/ Serra/ Bolsonaro/ Amaury Júnior” ou qualquer coisa do tipo. Mas não tem. A última passeata de “Fora Sarney” da qual participei mal tinha 100 pessoas. Mas se alguém bolar uma passeata defendendo a meia-entrada de estudante, ou uma “Caminhada dos Amantes das Formigas do Jaraguá” pode crer: junta mais de 20 mil.

Lá fora, tem espanhol tomando cacetada enquanto reclama da crise econômica. No norte da África tem gente morrendo para derrubar políticos. E aqui, o único jeito de mobilizar alguém é fazer passeatas inúteis e vagas, tipo “Fora FMI”. O FMI não dá bola para o que nós achamos. O que para muita gente é bem cômodo: tem-se a tranquilidade de participar de uma manifestação sem o risco dela dar resultado. Fora Sarney? “Putz, melhor não, vai que dá certo?”

Quer fazer uma manifestação? Peça para a polícia te bater. Senão, não dá manchete. E se der, não se preocupe: ninguém vai dar bola.

PS: pensei em promover a “Marcha do Doritos”. O conselho de medicina é capaz de barrar. E aí? Topa?

Marcadores:

11 Comments:

Blogger Didi Iashin said...

Marcha do Doritos, do Baconzitos, pelo direito de comer bolacha recheada (eu detesto, mas e o direito de os outros se empanturrarem de Trakinas?)
Pela liberdade de comer Maria Mole de Buteco!
TÔ DENTRO!

sexta-feira, junho 03, 2011  
Anonymous Anônimo said...

Cara... pq ao invés dessas passeatas q não levam a lugar nenhum o povo reclamão não faz uns manifestos de guerrilha?
Vai lá no gabinete do cara q quer liberar, por exemplo, aumento de passagem, e fala "se liberar o aumento, na proxima eleição qualquer comício seu vai ter 2 mil pessoas distribuindo panfleto falando desse aumento q Vossa Excelência liberou".
Não atrasa o trânsito, não tira PM da rua, não emporcalha a cidade...

sexta-feira, junho 03, 2011  
Blogger Walter Carrilho said...

Anônimo: pois é, não seria mais fácil??? Assino embaixo.

sexta-feira, junho 03, 2011  
Anonymous André hp said...

Ótimo texto. O que eu sempre falo é para não discutir ou manifestar, apenas fume. Se dependermos da política, como você mesmo colocou, dá em nada.

sexta-feira, junho 03, 2011  
Blogger Fábio said...

Eu estou torcendo mesmo é pra acontecer essa greve dos metroviários. Não por motivos políticos, mas simplesmente porque seria lindo um dia inteiramente dedicado a foder com a cidade. Eu apóio.

sexta-feira, junho 03, 2011  
Anonymous Claudio said...

Por isso que quero tanto que Rio 2014 e 2016 seja infestado de altos índices de criminalidade pra destruir a imagem do Brasil de vez. Investindo ridiculamente bilhões em estadios e outras obras relacionadas que se mostram não ficarem prontas a tempo, enquanto os serviços sociais que realmente aumentam a segurança como educação, saúde e habitação estão a míngua. Hoje mesmo seu Cabral mandou o BOPE pra reprimir manifestação de bombeiros que exigiam um aumento merecido, pois ganham menos de 2 salários pra ter que salvar essa gente ingrata que causa mais problemas do que solução. Ótimo planejamento dos cariocas, reprimir o grupo que vai ser essencial quando vir aquele monte de turista bêbado e drogado. Hospital então, que já não é uma visão muita boa, imagina quando chegar a época da copa...

sábado, junho 04, 2011  
Blogger Carlos Andino said...

Aqui no DF acho que nenhuma dá certo, pq? Os empresários das emrpesas de transporte querem um aumento de 64% no preço das passagens, em suma, a passagem de qualquer satélite pro Plano Piloto vai de R$ 3,00 pra R$ 5,00 (era pra ser R$ 4,95 mas como eles vão querer arredondar que seja pra cima!) e de qualquer satélite pra satélite de R$ 2,00 pra R$ 3,50 (mais um arredondamento cretino). Pra manifestar mesmo só se for fazer quebra-quebra com as banheiras velhas que circulam por aqui, pelo menos vai ser útil pois vai tirar as carroças velhas de circulação e obrigar as empresas a colocar novos ônibus. E mesmo pq o feudo das 3 famílias (Amaral, Canhedo e Constantino, aquele mesmo que apagou o genro quedenunciou a maracutaia do velho) manda e desmanda nbo governo. O que sugerem pra que o governador deixe de ser tão banana em relação a eles? Se até a justiça mandou as empresas irem embora e abrisse pra outras emrpesas mas ainda assim não obedecem. O que fazer já que panfletos não darão certo?

sábado, junho 04, 2011  
Anonymous Kellita said...

Marcha da Maconha e, em seguida, Marcha Pela Liberdade: nego na rua protestando
Protesto Pela Educação Brasileira: evento no Facebook e hashtag no Twitter
Não tem algo errado nisso, não?

sábado, junho 04, 2011  
Anonymous HHHelderBeast said...

Marcha do Doritos?! Tô dentro!

Pelo direito de lambermos nossos dedos vermelhos com sabor de queijo nacho! Seja lá o que for esse troço.

sábado, junho 04, 2011  
Anonymous Silvia said...

Tio Walter, passeata é mais uma daquelas coisas que pareciam uma boa idéia nos anos 20, foram distorcidas nos anos 30, reprimidas nos anos 40, ressurgiram nos anos 60, 70 e 80 (cada vez mais distorcidas) e finalmente foram PASTEURIZADAS nos anos 90 e nos assim chamados NAUGHTIES. Hoje em dia é só business e só dá ibope se rolar grana, seja na mídia ou através de patrocinador. Ou, como você disse, pancadaria.
E náo é só no Brasil, náo - confira a meleca em qualquer encontro da ONU ou dos Gs (G8, G20, Gdasquantas, etc). Nem dá ânimo - só ânsia!
Mas, pra te apoiar na tua cruzada, eis aqui algumas sugestões de temas:
- Marcha dos Nerds pelo direito de opção por uma dieta de Miojo e maionese;
- Passeata Barbie - pelo direito de ter a Paris Hilton como ícone cultural
- Caminhada dos DESCABISADOS - pelo direito de roubar o sinal de TV a cabo (essa é popular!)
- Manifestação VIVA ELZA SOARES - celebrando o direito de ter um namorado que tem idade para ser seu bisneto.
- BURUGUNDUM JÁ! - em defesa das baterias das escolas de samba contra o invasão do funk carioca
(essa pelo menos vai fazer barulho)

Pode-se também fundar um movimento tipo Cansei ou Viva Rio chamado...vamos ver...hummm....ah, já sei! PROJETO ETERNIDADE, para suportar a permanència do Tarcísio Meira, Glória Menezes, Luís Gustavo, Reginaldo Faria e todo mundo que já era velho em 1985 nas novelas da Globo.

E finalmente, a jóia da coroa: NOITE DE GALA EM HOMENAGEM A CAUBI PEIXOTO E ÀNGELA MARIA. Este nem é de sacanagem - esses dois já até mereciam uma noite de Oscar, tanto pela longevidade quanto pela originalidade.

segunda-feira, junho 06, 2011  
Anonymous Talita said...

O que esperar de um povo que mal sabe ler, assite Faustão , Gugu e novela, não tem ética, vive querendo levar vantagem sobre os outros.
Politicos são refelxo da sociedade e suas políticas idem. O povo nem sabe o que é política...e nem quer saber.
A falta de ética é generalizada, daí decorre o descaso com o que é público, cuja apenas o dinheiro é tratado como particular, vai para o bolso de quem tiver oportunidade de por a mão nele...O resto (educação, saúde, reforma tributaria e policita), deixa pra depois....tá bom assim, vamos assistir TV.....

quarta-feira, junho 08, 2011  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home