segunda-feira, fevereiro 05, 2007

PARE DE OUVIR MPB. AGORA!

Uma boa forma de acabar com um parasita é cortar a sua fonte de nutrientes. Sem ninguém para parasitar, ele definha. Faça isso com um tipo feroz de parasita: o artista de MPB.

Por quê? Leia essa matéria publicada no jornal “O Estado de São Paulo” :
Astros da MPB correm atrás de benefícios fiscais para turnês. O texto mostra, com números bem gordos, como tem picareta mamando em incentivos fiscais. Olha que delícia: Ana Carolina, campeã de vendas de cds, e que obviamente passa fome para viver da sua “arte”, requisitou mais de 800 mil reais em incentivos fiscais. Queria apoio para uma turnê. Papou 700 mil. A nossa amiga medonha, Maria Bethânia, pobrezinha, moradora de rua, mendigou 1 milhão para bancar os seus shows. Levou 300 mil.

A lista é grande: Daniela Mercury, Beth Carvalho, etc. É uma festa. O artista quer se promover, mas é o governo que tem que abrir o bolso. Legal. Vale lembrar: o governo paga shows, filmes, etc. Mas a renda vai para produtores, promotores e artistas. Enfim, neguinho ganha grana para ganhar mais grana. Alguém tem que pagar aquelas 370 toalhas brancas no camarote, não é?
Eu sei, você vai dizer que a Lei Rouanet serve para incentivar a cultura. Mas, vem cá: Maria Bethânia precisa de incentivo? Já que o governo não vai fechar a torneira, faça você o que tem que ser feito: cd? Só pirata! Pagar ingresso de 120 paus para um show? Nananina. O show já tá pago. Invada. Sei lá, pule a cerca. Ou melhor: pare de ouvir essas lombrigas de uma vez. Tem disco da Daniela Mercury em casa? Taque fogo. É como combater a dengue: é preciso tomar medidas drásticas.

Um dia alguém vai inventar uma vacina contra esses parasitas. Até lá, tampe os ouvidos e deixe de ouvir essa turma. É um caso de saúde pública.

Marcadores:

18 Comments:

Blogger Cristina Lima said...

Oi Walter, ainda bem que sou adepta ao músicos do outro mundo.
Falando sério agora. Fui musicista erudita , sei como é você querer fazer arte e ter de pagar do próprio bolso. Até se chegar num nível de ter cd pirata vendendo na praça , o artista tem de ralar muito. O verdadeiro parasita não é o músico. E a indústria que fica atras dele pegando tudo (gravadoras, rede globo etc).
Por esses e mais alguns motivos de cunho pessoal eu prefiro ouvir Bach, Villa Lobos, José Maria Nunes Garcia etc.
Além , é claro ,de serem de grande qualidade musical.
bj

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Anonymous André Pudiesi said...

A melhor parte:

"O Estado tentou falar com alguns dos artistas beneficiados pelo incentivo fiscal. A assessoria de Daniela Mercury informou que ela estaria muito ocupada com o carnaval na Bahia e não poderia falar no momento. A produtora de Ana Carolina informou que ela está em férias e não poderia interromper seu descanso para tratar do assunto."

"Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura"... sei, quem se 'formenta' bonito somos sempre nós!!

Caentano, vai se formentar!!

[]s

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Blogger Jorge Sobesta said...

oxênte, o Gil ainda é ministro?

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Blogger david said...

Existe o bem e o mal em todas as coisas.
Jamais pago para ver um artista com patrocínio de Estatal. Nem compro mais os cd´s. Já paguei por aquilo!
Apesar de que, ultimamente, é só merda que se lança, então fico com meus gringos por aqui mesmo....

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Nem pirata!

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Blogger Cacá BH said...

bão, escutar esse povo, eu escuto, mas soh de cd pirata mesmo, e pagar pra ir a show, tb num pago, pq é um absurdo, e essa lei funciona toda errada, porque só incentiva a cultura da panelinha mesmo.....
tá tudo errado, muito errado nesse país
vou invadir o próximo show de algum artista, com certeza...
ótimo post
beijos

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Anonymous abominnavel said...

Ainda bem que nunca cedi um único centavo da minha vida a tal tipo de "artista"... E tenho muito orgulho disso!

Acho que, até no bolso de um deputado, esse dinheiro seria melhor aproveitado.

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Anonymous Patrícia Valiño said...

Pois é, a Lei Rouanet devia servir para ajudar pessoas como a Cristina Lima a tocar seus projetos... Mas cai na mão desses "megas" por aí... Assim é com todo tipo de ajuda aqui no Brasil, não? Qualquer fundo assistencial cai na mão dos graúdos, é por isso que todos os nossos governos fazem questão de serem assistencialistas e paternalistas, mesmos os direitistas da vida que adoram dizer nas camapanhas que "mais do que dar esmolas ao povo, é preciso dar oportunidades".

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Blogger Roberto said...

é um absurdo esses artistas levarem essa grana toda. eles não fazem 1 show beneficiente o ano inteiro
Maria Bethânia, Caetano Veloso Chico Buarque já passaram da hora de se aposentar eles insistem com esse formato de música por décadas

e a Ana Carolina devia ir com o Seu Jorge lá pra europa porque aqui ninguém aguenta mais.

segunda-feira, fevereiro 05, 2007  
Anonymous Marcos Junior said...

Aiaiaiaiaiai...
Daniela Mercury? MPB.. ai virge maria... eu tenho pavor dessa muié.. hohohohoho
Prefiro mil vezes a Ivete Sangalo com aquelas coxonas.. aí meu Deus..
um abraço amigo..
e teu blog está nos meus favoritos...

terça-feira, fevereiro 06, 2007  
Anonymous Giulia said...

É a Cristina Lima da Cultura? Ou é um "disfarce"?...

terça-feira, fevereiro 06, 2007  
Blogger Paulo C. Barreto said...

No tempo do Napster cansei de ouvir (e não em MP3) a cantilena dos defensores da pirataria: "Os artistas ganham mesmo é com os shows; CD é secundário; quando o artista é pirateado, acaba ganhando promoção grátis".

Taí. Não consigo mais andar na rua porque os camelôs encheram as calçadas de CDs piratas. Ninguém mais compra CD em loja. E os artistas insistem em pedir uma ajudinha do "pudê" para que seus shows não dêem prejuízo. Alguém está blefando nessa história toda.

terça-feira, fevereiro 06, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Pena que seus textos provavelmente não chegam a quem devia.....

Parabéns pelo site e pelo humor ácido (que eu tanto amo!)
Escreva mais!

Bjos

terça-feira, fevereiro 06, 2007  
Blogger Bruno Ferrari said...

bom saber. mas a Ana Carolina eu não preciso nem tomar cuidado porque já não escuto há tempos. Eu tenho uma espécie de desarranjo intestinal quando a ouço.

terça-feira, fevereiro 06, 2007  
Blogger Blog do Beagle said...

Walter, estou tão feliz! Encontrei alguém que pensa como eu... LIXO deve ser jogado no lixo!!! Esses "artistas" horrorosos que não cantam nada e não sabem nada de música e não sabem nada de letras por aí, fazendo sucesso!!! Onde foram parar nossos compositores, nossos músicos, nossos arranjadores, nossos intérpretes??? O pior é que nós pagamos a conta, né??? Tanto dinheiro para essa coisa da Ana Carolina... credo! Bjkª. Elza

terça-feira, fevereiro 06, 2007  
Blogger Ricardo Rayol said...

Meu amigo, se pleiteiam a benesse é por que existe. Se tiver um incentivo para produção de livros eu me candidato na boa. Mesmo que a Hector Hereeye Foundation esteja indo muito bem, obrigado. O lance é relamente acabar com a mamata. Com tantos exemplos vindos da pocilga fica difícil criticar quem quer uma mamata.

quinta-feira, fevereiro 08, 2007  
Blogger Serjão said...

Eu já parei de ouvir há muito tempo. Só ouço meus ídolos Caetano e João Gilberto

sexta-feira, fevereiro 09, 2007  
Blogger Guigo F.G. said...

Sabe aquele negócio que o Saramago mexeu, a diferença entre ver e enxergar?

E aquela entre falar e dizer: falou, falou e não disse nada.

Pois é, desconfio que existe uma entre ouvir e escutar. Me diga se existe mesmo. Acabo tendo que "ver" essa porra toda, mas, "enxergar" eu só enxergo, por exemplo, Elomar.

terça-feira, março 20, 2007  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home