terça-feira, maio 11, 2010

ESTREOU O PIOR FILME DO ANO

Estreou um filme que parece estrapolar o "Índice Xuxa de Filme Ruim": Segurança Nacional. É uma tentativa bisonha de fazer um James Bond tupiniquim. No enredo, um grupo de traficantes arma um atentado contra o Sivam, sistema que monitora o tráfego aéreo na Amazônia. É ai que entra em ação um “agente secreto” interpretado por Thiago Lacerda, aquele ator que sabe fazer 845 expressões faciais – e todas são iguais. Assista ao trailer:



Ok, enxuguem as lágrimas de riso e me digam: qual é a droga que os roteiristas estão tomando? E em que país os produtores se basearam para criar a história? Sério, no Brasil é que não foi. Desde quando o Brasil tem um serviço de segurança que preste? ABIN? Todas as vezes em que a ABIN entra em ação é para fazer papelão – e seus agentes estão mais para velhotes estilo Itamar Franco do que galãs de novela.

E por que um traficante se daria o trabalho de atacar o Sivam, se é muito mais fácil soltar uma grana para meia dúzia de deputados e guardas de fronteira? Por umas cuecas de dinheiro a galera até vai buscar a cocaína na Colômbia. Mas o melhor é o presidente, interpretado por um Milton Gonçalves com pinta de Obama dos trópicos, dizendo “O Brasil nunca negociou com terroristas” É verdade. O governo não negocia, vai logo abrindo as pernas. PCC, Comando Vermelho e afins que o digam.

É engraçado, mas o trailer mostra caças supersônicos e soldados entrando em ação. Faltou dizer que os aviões da aeronáutica estão sucateados e mal têm combustível para voar. E os soldados estão muito ocupados levando as esposas dos generais para o teatro.

Os cineastas brazucas deviam desistir de inventar moda. Aqui ninguém saber fazer cinema de ação. Crianças, aprendam: cinema brasileiro é “Te amo, porra” . O resto é Tizuka Iamazaki.

Marcadores:

23 Comments:

Blogger Marcelo said...

Carrilho: és o iconoclasta que pedi a Mencken.

terça-feira, maio 11, 2010  
Blogger Didi Iashin said...

Eu não sei quem escreveu isso (e o sortudo recebeu para issoooo!!!!!), mas aquela cena em que o "agente secreto" pula do avião SEM paraquedas foi inteirinha chupada de um filme do Chuck Norris para TV, chamado "The President's Man". De resto, o cinema continua sem ver minha cara e meu suado dinheirinho.

terça-feira, maio 11, 2010  
Blogger JoaoFPR said...

Hehehhhehhhhheheh (ri baixinho, para não ofender essa época que ficamos tão patrióticos)

terça-feira, maio 11, 2010  
Anonymous Anônimo said...

Cara, tornei-me um fã seu!!! Descobri os seus textos no saite mundocanibal e depois que li um, passei a admirar a sua escrita! Acho legal esse tipo de comentário que faz, sarcástico e inteligente. Ganhou um "leitor" assíduo. Li todos esses textos do blog. Tente escrever mais seguidamente... Abraço. Parabéns!

terça-feira, maio 11, 2010  
Anonymous Anônimo said...

Cara, tornei-me um fã seu!!! Descobri os seus textos no saite mundocanibal e depois que li um, passei a admirar a sua escrita! Acho legal esse tipo de comentário que faz, sarcástico e inteligente. Ganhou um "leitor" assíduo. Li todos esses textos do blog. Tente escrever mais seguidamente... Abraço. Parabéns!

terça-feira, maio 11, 2010  
Anonymous Anônimo said...

Bicho, esse filme deve ser ruim de doer mesmo. Mas tomara que a moda pegue. Mais dinheiro e publicidade para o cinema nacional. E quem sabe vira uma bola de neve. De filmes ruins o Brasil já está cheio (falo isso com grande pesar pois sou roteirista). Era bom dar uma variada de gênero, abrir um pouco os horizontes, não aguento mais Cidades de Deus, Tropas de Elites e outras porcarias do gênero. E não, não sou partidário dos Glauber Rochas da vida também, tudo um saco. Por isso vim morar na Argentina, aqui a rapaziada está começando a mandar bem na telona...

terça-feira, maio 11, 2010  
Blogger Walter Carrilho said...

Anônimo 1: espero que ler esse blog assiduamente não te traga efeitos colaterais. Sei lá, ler tanta bobagem pode dar câncer... valeu pelos elogios. abs.

Anônimo 2: Eu acho que podiam voltar a fazer chanchada. Ou pornochanchada. Matilde Mastrangi e comediantes velhos... talvez desse certo.

quarta-feira, maio 12, 2010  
Anonymous Anônimo said...

O mais zuado é que, poxa ate em filme brasileiro os espanhois sao os bandidos xD.
Bom, pelo menos tentaram variar de Favelas, Rio de Janeiro, Sertao brasileiro.
Mas o trafico continua lá firme e forte hehehe.

quarta-feira, maio 12, 2010  
Blogger João Carlos de Castro said...

Desculpe mas acho o ator que figura como Obama dos trópicos se chama Milton Nascimento e não Milton Leite.

quarta-feira, maio 12, 2010  
Blogger Walter Carrilho said...

João: não sei, seria, talvez, quem sabe Gilberto Gil??? Ou não?

quarta-feira, maio 12, 2010  
Blogger Walmoroso said...

Nossa, só faltou o José Wilker travadão como chefe da Policia Federal. Esse filme quer tanto ser uma cria de Tropa de Elite com James Bond que dói.

quinta-feira, maio 13, 2010  
Anonymous Samuel said...

Olá, gostaria de te convidar para participar de uma rede de conteúdo para blogueiros.

Chama Ocasional, se você tiver interessa veja como funciona a rede aqui em www.ocasional.com.br/howto.aspx ou então pode enviar um email no smatosjr@gmail.com

Abs,
Samuel

quinta-feira, maio 13, 2010  
Blogger João Carlos de Castro said...

Ou não, méu rei.

quinta-feira, maio 13, 2010  
Blogger Fábio said...

Puta vida! E o trailer ainda tem a pachorra de ter escrito "Prestigie o cinema nascional" no finalzinho! E depois esses pseudo-cults, críticos "entendidos" de jornais vêm falar mal do "cinema social" brasileiro, como CidadedeDeus ou Carandiru - que de social só tem o banho de sangue, ou seja, o atrativo desses filmes.

segunda-feira, maio 17, 2010  
Anonymous Matheus Hummel said...

Ta aí a próxima grande comédia não-intencional brasileira, mijei de ri só com o trailer. Brasil mais uma vez imitando norte-americanos não só na arte de fazer filmes ruins, como em colocar um ator negro mais velho no papel de presidente (milton gonçalves, querendo ser o morgan freeman brazuca). Sem falar da trama : vão invadir pela amazônia e realizar ataques terroristas. HAHAHAHA.

terça-feira, maio 18, 2010  
Blogger Murilo Silva said...

Carrilho, você viu o filme 'besouro'? É bem ruim!!!

sábado, maio 22, 2010  
Blogger Walter Carrilho said...

Murilo: cara, não vejo esse filme nem amarrado...

domingo, maio 23, 2010  
Blogger Patrícia said...

Olha Tio Walter, esse tal de Avatar, por exemplo. Ele conta a mesma velha história de sempre - aquela, em que o mocinho é rejeitado/fraco/sofrido, faz uma coisa pra melhorar, descobre que essa coisa é ruim, causa prejuízos mas depois dá a volta por cima e resolve tudo com um final feliz. É repeteco? É. Mas contando direitinho a gente engole. Eu pelomenos, sempre vou curtir um bom cinemão pop-pipoca. Esse filme aí segue a receita de bolo dos filmes-catástrofe de avião da sessão da tarde. Só que segue DEMAIS né? Aí sai do nosso contexto e soa estranho. Mas, sei lá, deixa os caras tentarem. Eu também ri litros com nosso obama dos trópicos mas, convenhamos: fidelidade à realidade não é o forte desse gênero nos EUA também, né?

segunda-feira, maio 24, 2010  
Blogger Walmoroso said...

Murilo: Eu assisti Besouro e não achei tão ruim assim. A idéia do filme é boa, tem muitas cenas belíssimas e ao menos a temática tenta variar um pouco ficando na história de algum personagem nacional que não seja o Marcola; só que, por Deus, o filme é muito parado. Num filme sobre capoeira você esperaria várias cenas de luta né? Não nesse caso. Inclusive chamaram o coreógrafo do Tigre e o Dragão pra essas cenas, só que elas são muito poucas e na certa comeram todo o orçamento do filme. A história não tem clímax e muitas vezes perde o fio da meada. Até certo ponto pelo menos 15 minutos do filme foram totalmente inúteis. É um filme que merece algum crédito sim; já denota alguma evolução nesse cinema glauberiano; mas ainda fica devendo muito. Sem falar que, só por perder 5 minutos do começo só mostrando logotipo de estatal, já perde 1 ponto na nota.

quarta-feira, maio 26, 2010  
Anonymous Anônimo said...

Pô Walter,
Não sou esposa de general (ainda não mas tô quase lá) e gosto de ler seu blog, mas acho que vc tá meio defasado nos seus (pre)conceitos: esposas de militares hoje em dia trabalham duro, como a maioria das esposas brasileiras, simplesmente porque não dá para viver só do salário (baixo) do maridão, seja ele de alta patente ou não, e os soldados têm coisas mais importantes para fazer até porque não tem excesso deles dando sopa por aí ( têm uma lei que proíbe aumentar o efetivo das Forças Armadas desde da década de 90 senão me engano). Talvez se vc estiver falando das esposas dos políticos ou dos sindicalistas pelegos desse governão de apadrinhados ...agora eu não vi o filme e provavelmente não vou pagar (literalmente) por esse mico cinematográfico mas se os cineastas brasileiros quisessem fazer um filme denúncia sério ou documentário sobre como as FARCS, os traficantes de drogas e as "ONGs" estrangeiras estão roubando/esculhambando o Brasil e a Amazônia onde vivo atualmente para dar suporte a atividade do maridão, acho que seria muito melhor para abrir os olhos da população anestesiada pelas produções globais ou dos pastores, mas aí teríamos de falar dos braços longos do crime organizado dentro do governão mais popular do planeta e pode não dar para pegar aquela grana da lei de incentivo ao cinema nacional que é uma mãe para quem tem amiguinhos no Min da Cultura e no Palácio do Planalto. Um abraço de uma fã de Manaus,
Adriana

segunda-feira, maio 31, 2010  
Blogger Walter Carrilho said...

Anônimo: sempre que falo do exército acabo esquecendo de fazer um aparte sobre o exército na Amazônia. Eu sei que a coisa aí é diferente.

Eu estou me referindo mais ao pessoal de Brasília e Sudeste, que estão aqui para proteger general. Tive amigos no exercito e eles passavam a maior parte do tempo em atividades burocráticas, enquanto as tropas do amazonas vão pro mato de verdade, ajudam comunidades isoladas, etc.

Entenda a crítica como algo direcionado ao povo que fica atrás da mesa. Nosso exército é refém de politicagem - veja o caso dos novos caças. E é isso que me pega, saca?

O filme é uma piada dura de aguentar.

abs sinceros.

segunda-feira, maio 31, 2010  
Anonymous Anônimo said...

Oi Walter

Claro que eu entendo, vc não tem idéia de como. A politicagem arrasa com qualquer coisa séria que se possa querer fazer...pelo menos o filme é ficção . A vida real tá bem mais difícil de aguentar. Como é praxe daqui da área e vc deve saber disso, me despeço com o tradicional: SELVAAAAA!!!
Adriana

segunda-feira, maio 31, 2010  
Blogger Serbão said...

Walter, li teu texto e no final acabei a fim de ver o filme, de tão bizarro que deve ser!!!! acho que deve ser uma baita comédia!!!!
abração!!!

segunda-feira, junho 07, 2010  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home