quarta-feira, junho 08, 2011

POR QUE, MEU DEUS?

Preciso perguntar:

1- Por que quase todo homem, quando entra em um ônibus, senta sempre de pernas abertas, como se tivesse elefantíase nas bolas? Eles fazem questão de ocupar 1 banco e meio, sobrando um espaço mínimo para o outro passageiro. Cabe a você se espremer, desencanar e ficar com um barbudo com o joelho roçando no seu. Ele é macho pra cacete, mas parece não esquentar com esse roça-roça.

2- Por que as pessoas decidem parar para conversar justamente nos lugares onde passa mais gente? Na frente de escada rolantes, no trecho mais estreito da calçada (entre o camelô e a lixeira, normalmente), na porta de saída de algum lugar movimentado (saída de faculdade, entrada de cinema, coisas do tipo) ou qualquer outro lugar onde uma pessoa sensata JAMAIS pararia.

3- E por que, meu Deus, essas pessoas NUNCA percebem que tem gente passando? É necessário pedir, por favor, por piedade, por clemência, seria possível tirar sua bunda gorda da frente para os outros seres viventes circularem?

4- Por que todo chapeiro de lanchonete NUNCA tem nome? Por que ele sempre é o “Bahia”, ”Batata”, ou “Cabeção”? “Bahia, tem três pão (assim mesmo, sem concordância) na chapa saindo: dois na canoa e um normal!”

Por favor, me expliquem.

Marcadores:

12 Comments:

Blogger DJ ReLoaD said...

por que o que homem?!

quarta-feira, junho 08, 2011  
Blogger Marcel Camp said...

A primeira questão, é foda mesmo!!! O cara faz de tudo pra ficar arreganhado na cadeira pra justamente não ter que ficar com as pernas mais encolhidinhas se sentar outro homem. Mas aí, fica é roçando a perninha na nossa que nem um carangueijo efeminado!!!

A questão 2 seguida da 3, eu também já me fiz essa pergunta, o que resultou nesse meu revoltado post: http://vemaquinomeublog.blogspot.com/2010/09/paradas-repentinas-na-escada-rolante.html

E a questão 4, não havia pensado nisso. Mas deve ser pelo mesmo mistério de que os bandidos são sempre vulgo alguma coisa. Ainda gostaria de saber se existe algum bandido que não atenda pelo apelido, mas sim por um nome!!!

Abrs,

www.vemaquinomeublog.blogspot.com

quarta-feira, junho 08, 2011  
Anonymous JC said...

Falta de educacao, pura a simples. Cada um pensando apenas no seu proprio rabo, cagando e andando se esta incomodando os outros. Pais de MERD!

quarta-feira, junho 08, 2011  
Blogger Elson said...

Realmente pelo menos a 1, 2 e 3 sempre passo por isso, para mim falta de educação, mas na minha opinião tenho opinião diferente para a numero 1 para mim mais o "buraco" é mais embaixo, que gosta é de outra "fruta", porque realmente vejo isso mais acontecer qdo é com homem que por acaso ou tá cansado, ou por outro motivo, pois mulher nem chega a sentar perto dessas pessoas, na 2 e na 3 sempre na faculdade ou na rua ou no onibus onde acontece aqui, na hora que passo dou um belo esbarrão porque realmente ficar no meio do caminho e ainda achar ruim é foda.

quarta-feira, junho 08, 2011  
Anonymous Hugo said...

É irritante quando duas pessoas em um supermercado atravessam os carrinhos de compras no meio do corredor para conversarem!

quarta-feira, junho 08, 2011  
Blogger Luciana said...

No item 1 eu "peço" um DÁLICENÇA tão grosso e alto que o cara fecha as perninhas bonitinho...

quinta-feira, junho 09, 2011  
Blogger Felippe Fiori said...

Muito bom!

quinta-feira, junho 09, 2011  
Anonymous adam smith said...

Tem pior. Esqueceu daqueles que ficam na porta do metro ou trem se beijando, rocando, praticamente se reproduzindo ali e bloqueando a passagem. E geralmente é gente feia.

quinta-feira, junho 09, 2011  
Blogger Carlos Andino said...

No caso 1 é um dos que mais me irrita, pra que querer provar que é macho arreganhando as pernas e ocupando espaço como se, realmente, o ignóbil tivesse duas bolas de boliche no saco escrotal. Seria uma pergunta para os antropólogos, cientistas sociais e psicólogos estudarem. Da mesma maneira que as opções 2 e 3 necessitam de um estudo mais aprofundado dos psicólogos pois só sendo muito débil ou retardado pra bloquear a saída pra fofocar com o outro. No caso do 4 é uma questão filosófica de extrema dificuldade, com este caso acredito que Foucault, Sartre, Agamben, Adorno e outros filósofos de todas as escolas passariam a eternidade discutindo o porque disto e continuar a mesma coisa: ninguém chegou a lugar nenhum!

quinta-feira, junho 09, 2011  
Blogger Rodrigo said...

Muito bom kkk! Já quase sai no tapa por causa do caso 1, normalmente é gente de nível cultural baixissimo ou filhinho de papai folgado, no segundo caso o uso excessivo da força e a intimidação com um olhar de canto de olho basta, no segundo é meio arriscado por que já quase fui estapeado no onibus kkkk! E somente pedir educadamente não dá, o pior de tudo q normalmente no primeiro caso o ignobil acredita que você é homosexual e está querendo roçar a perna nele. Nos casos 2 e 3 nada que uma bela trombada com o carrinho de compras ou outra coisa na bunda de alguem não resolva. O quarto caso é um mistério e é verdade, tudo leva a crer que é pré requisito da profissão, ao ser admitido o patrão vira pro cara e diz: "Apartir de hoje vc não chama mais José, seu nome é Bolão".

sexta-feira, junho 10, 2011  
Blogger Andlusferr said...

A n°1 é a "síndrome de Greta Garbo",onde o indivíduo faz de tudo pra ficar soberano no assento. Quanto às outras,acho que só o Dr. House,ou o pessoal do CSI podem descobrir.

sexta-feira, junho 10, 2011  
Anonymous Silvia said...

Tio Walter, a numero 4 me fez chorar de rir! O resto fez o meu marido elaborar uma sequencia de comentarios que deu ate gosto! A numero 4 e original do Brasil, a numero 1 pertence as culturas que nao sabem diferenciar entre ser macho e ser homem, e as numeros 2 e 3 sao universais!!!

sexta-feira, junho 10, 2011  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home