sexta-feira, fevereiro 24, 2012

O QUE HÁ DE ERRADO NO CARNAVAL?

Ok, o carnaval já passou. Agora só nos resta agüentar todas aquelas fotos horrorosas no Facebook que algumas pessoas expõem orgulhosas para mostrar o quão bêbadas estavam: sorriso torto, olhar mortiço, 18º copo de cerveja quente na mão e aquela pose fajuta de “That´s life”. Céus, que horror.

Mas você já parou para pensar no que realmente há de errado no carnaval atualmente? Não? Então leia esse textinho meu no Papo de Homem. Se vai te ajudar a entender melhor o carnaval eu não sei. Mas é melhor do que simplesmente reclamar da bagaça toda.

E, sim, também achei divertidíssima a zona que aprontaram na apuração do carnaval paulista. O Brasil inteiro vota em urna eletrônica, mas os caras ainda usam papeizinhos sem um “backup”. Se o quesito “evolução” significasse “desenvolvimento” a liga das escolas de samba tirava zero.

Relaxe, o carnaval passou. Agora continuamos igualmente ridículos, mas sem a desculpa da festa.

Marcadores:

7 Comments:

Blogger http://www.loblogue.com/ said...

Gostaria de parabenizar este site por ser um dos melhores sites que visito. Costumo ficar fazendo downloads em vários sites/blogs, mas este realmente é o que mais gosto. Eu também escrevo algumas notícias, caso queira vê-las acesse meu blog. É um blog bastante humilde, sei que nunca será tão bom quanto este aqui, mas...
http://www.loblogue.com/

sexta-feira, fevereiro 24, 2012  
Blogger Luciana said...

Bom, no teu texto vc falou de várias coisas ao mesmo tempo: o carnaval em si, os desfiles de escolas de samba, os blocos baianos de axé e as "modas" e bizarrices que sempre surgem nessa época. Pode parecer que é tudo junto e misturado, mas cada coisa é uma coisa diferente.

Desfile de escolas de samba: Se em SP o enredo foi Justus, aqui no RJ a Porto da Pedra sai de iogurte.

Blocos baianos de axé: nem precisa chegar no carnaval, né. Isso é o ano inteiro, só intensifica na época carnavalesca, até porque me parece que baiano acha que nasce só para ser cantor de axé e derivados! E nesse bloco também entram as bizarrices, dancinhas-de-adestramento-canino, por aí.

Carnaval de rua: ainda existem e os blocos foram ressuscitados, pelo menos aqui no RJ. É uma bagunça organizada, e tem que ser, porque tem quem leve a família toda.

Carnaval de clube: pornografia em estado bruto.

Mas, Tio, ainda há liberdade para fazer bagunça, sim. Vc é que é cricri!

sexta-feira, fevereiro 24, 2012  
Blogger Walter Carrilho said...

Luciana: Pois é, sobrinha, eu andei comentando que, na verdade, os blocos de rua são a esperança do carnaval, são mesmo a única coisa que mantém o espírito original. Ainda bem. Mas acho que eles estãos sendo sufocados aos poucos. O axé invade tudo, é um horror.

Mas, de resto, eu sou mesmo cricri, rsrs.

sábado, fevereiro 25, 2012  
Anonymous Anônimo said...

Cara, essa baranga da foto não é a Preta Gil??? Pô, parece demais! hahahaha

sábado, fevereiro 25, 2012  
Blogger Carlos Andino said...

Aqui em Brasília ainda existe o Pacotão, que é um bloco carnavalesco onde se apela para o humor político e a crítica política. Este ano o tema foi a Ficha Limpa, um cartaz com várias escovas e caixas de sabão e escrito "Ficha Limpa: a faxina somente começou". Mas é clássica uma no carnaval de 6 anos atrás onde um grupo de 6 mulheres, vestidas com roupas curtas e decotadas, usando uma cópia da faixa presidencial e uma segurando um cartaz: "Votou no filho e não deu certo? Vota na mãe!"
Pode-se dizer que isso é a única coisa que ainda valha a pena no carnaval brasiliense, afinal o ziriguidum do Agnulo (nome carinhodo dado ao governador do DF devido a sua grande "atuação" no governo) não admite concorrência, vide que eu moro perto do tal do Ceilambóbromo e teve excelentes shows de rock e blues em um bar perto da apresnetação das "escolas" de samba xinfrins daqui do DF, pois bem, a certa hora o ziriguidum estava a todo vapor e eis que surge quase que 15 carros de polícia e manda desligar todos os aparelhos de som e fechar o bar, o motivo? Ninguém sabe! Talvez fosse pra não fazer coro com a bagaceira, gasta com dinheiro público pra privilegiar um bando de gente que acha que faz carnaval igual a Sapucaí mas que lembra muito mais um desfile de moda da 3ª idade em um centro comunitário de bairro.
Afinal bem feito, quem manda fazer coisa boa perto de bagaceiras? Mesmo pq alguém tem que ser obrigado a calar a boca pra que não suje a visão dos poderosos da cidade, óbvio!

sábado, fevereiro 25, 2012  
Blogger Tuna Fusion said...

a ÚNICA coisa errada c/ o carnaval é que todo ano ele acontece!!!!!!

sábado, fevereiro 25, 2012  
Anonymous Anônimo said...

Odeio carnaval! Dinheiro mal gasto (que poderia ser investido em escolas e clínicas para o povo). Carnaval é uma festa que cultua a baixaria, a nudez excessiva e a futilidade humana. Festa dos gringos tarados que saem dos seus países superorganizados para participarem da grande orgia chamada Brasil (sim essa é a visão que eles tem de nós!)

domingo, março 25, 2012  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home