quinta-feira, setembro 06, 2012

TODO POLÍTICO É PSICOPATA?

Vendo a movimentação para as próximas eleições, criei uma hipótese: no fundo, todo candidato a cargo executivo deve ser psicopata. E megalomaníaco. A impressão é que cada um está a um passo de se transformar em vilão de filme de 007. Falta só um canhão laser.

Geralmente os candidatos já são podres de ricos. O que querem com os cargos, então? Que desejo é esse de ter poder sobre milhões de pessoas, custe o que custar? Olhando para a campanha em São Paulo, a coisa fica mais evidente. 

Russomano, por exemplo. Já trocou de partido mais do que de cueca. Tem muita grana e nenhuma ideologia política. Zero. O que ele quer, afinal? Seria apenas o começo de um plano de dominação planetária? Vendo a comparação entre Russomano e o Senador Palpatine de Guerra nas Estrelas (veja abaixo), chego a  acreditar que esse pode ser o começo de um império "do mal".
E o Serra? Porque ele insiste em ser candidato e aterrorizar a população com o seu ar vampiresco? Por que não se aposenta ou se acomoda em um confortável mandato de deputado? Haddad é novato, mas não escapa. Ele é candidato “por procuração” de Lula - esse sim, convenhamos, faz o que pode para se manter sobre a crista da onda (até pacto com o diabo Maluf).

Sinto calafrios quando vejo a propaganda eleitoral. Tem sempre o candidato acenando, mobilizando as massas, que se agitam com bandeiras. Há uma profusão de gente esperançosa em adoração messiânica. Meu Deus, quem são essas pessoas? O que faz uma velhinha ter vontade de abraçar “Paulinho da Força”?

E aí temos aquelas promessas de uma “vida melhor”, de progresso infinito. Não sei, fico sempre com a impressão de que estou vendo alguma propaganda da juventude hitlerista. Todos cantam junto hinos de vitória. E o futuro é maravilhoso, não importa se no dia seguinte vamos invadir a Polônia. Vejam  “Triunfo da Vontade”, famoso documentário sobre Hitler, e me digam se estou errado.

No fundo, como eleitores, somos reféns dos planos malucos desses caras que insistem em ficar no poder. E que podem sacrificar uma população inteira apenas para satisfazer seus planos. O que foi o “Plano Collor” senão uma reedição da Invasão da Rússia pelos exércitos napoleônicos? Passamos fome e frio para satisfazer o delírio de um psicopata, como boas buchas de canhão.

Lembrando que a definição clássica de psicopata é aquele cara insensível que não mede esforços para alcançar o que deseja, não importa o quanto as outras pessoas sofram. Não consigo pensar em coisa mais sádica do que nos obrigar a ver propaganda eleitoral e ouvir o jingle do Eymael.

Psicólogos, por favor, analisem os candidatos. Em cada um deles deve haver um Mussolini escondido.

Marcadores:

15 Comments:

Blogger Didi Iashin said...

"O que faz uma velhinha ter vontade de abraçar “Paulinho da Força”?" - cinquentinha na bolsa ou a promessa de um cartão de bolsa-família, ou um remédio, ou a consulta com um médico. A gente não sabe com quão pouco a turma se satisfaz. E, sim, o desejo é de PODER, para ferrar com os pobres seres humanos.

quinta-feira, setembro 06, 2012  
Blogger Luciana said...

Tio, somos reféns uma pinóia. O voto é livre, então, as pessoas colocam esses psicopatas no poder porque querem. É repetitivo dizer, mas se ainda temos cânceres como o Sarna-ey, o Collor-eu-voltarei, Garotinho-1-real, Cesar Maia, Lullaluf, Bornhausen et caterva é porque O POVO escolheu!

Portanto, começo a achar que quem é psicopata e masoquista é quem vota nesse tipo de gente, só para ser roubado e maltratado. Ou seja, seria uma inversão da coisa.

Político não é psicopata, porque quem sofre com isso quer o mal do outro, mas o político quer só dinheiro e, claro, poder, poder e poder. E muitas terras e cabeças de gado também!

quinta-feira, setembro 06, 2012  
Anonymous João Matheus said...

Pessoalmente, eu ainda acho que políticos se parecem mais com gatos.

Enterram a merda deles para apontar a dos outros, e se você observar com calma, no fim das contas eles não fazem muita coisa além de lamber o próprio saco.

A parte boa da época de eleições é que uma hora ela acaba....

quinta-feira, setembro 06, 2012  
Blogger Walter Carrilho said...

Luciana: acho que eleitores estão mais para masoquistas!

quinta-feira, setembro 06, 2012  
Anonymous Anônimo said...

caraio, o Russomano é os cornos do imperador de Guerra nas estrelas!!!

quinta-feira, setembro 06, 2012  
Blogger kelli said...

Não sei porquê, mas o Russomano parece que tem cara de depravado, tipo cara que gosta de sessões de SM em casas de swing. Mas nem é por isso que não voto nele, é por medo msm pq tb acho que ele deve ser psicopata.

quinta-feira, setembro 06, 2012  
Blogger Patrícia said...

Bem, na verdade toda eleição a gente chama os candidatos de FDPs e os eleitores de masoquistas, e criticamos a nós mesmos pelo voto desinformado, mas a verdade é que pouco se sabe e pouco se fala cruamente a respeito do que é, na verdade, a política.

Política nada mais é do que jogo de influências. É assim desde que existe. Há o grupo de pessoas que tem o poder nas mãos para fazer as coisas, e há as que tentam influênciá-las. Bem, a melhor maneira de influenciar pessoas é comprando-as com o que elas mais gostam. Qualquer um pode ser comprado, conquistado. Você pode ser rígido à beça, mas seu eu chegar aí com o vinho que você gosta e um papo que te agrada, eu conquisto sua simpatia e confiança. E a chance de vc fazer o que é melhor pra mim aumenta.

Enquanto as pessoas são desorganizadas, as estruturas do capitalismo não são. Ficamos aqui reclamando uns dos outros enquanto empresários, e ultimamente até religiosos, se aproveitam de sua união e organização pra ajustar o sistema para que possam lucrar mais. Dois bons exemplos disso são as reduções de IPI, que nunca são integralmente repassadas aos consumidores e servem apenas pra gerar mais lucro, e a pribição de aborto, que na prática não tem outro motivo senão o querer religioso.

Políticos são, primordialmente, empresários usando cargos públicos para ter acesso a verbas públicas para suas emrpesas. Isso não acontece somente com as licitações fraudadas, ou com propinas, como muitos pensam; a maioria falha em ver que obras podem ser feitas nesta e não naquela região porque a presença delas estimula o mercado local de maneira a foverecer certas emrpesas e negócios. De fato, acho até que propina e licitação fraudada é coisa de político amador; os espertos mesmo sabem se favorecer sem deixar rastro - e mesmo que isso seja percebido, será difícil de comprovar.

Não adianta esse papinho de vote consciente. Enquanto uma boa parte da população não estiver disposta a pegar seus candidatos pelo cangote e vigiar 24/7 o que eles estão fazendo, sem depender de imprensa, e enquanto não aprendermos a nos organizar também, e organizar nossas demandas pensando na melhoria coletiva, esquece. Não vai funcionar.

sexta-feira, setembro 07, 2012  
Blogger Walter Carrilho said...

patrícia: assino embaixo. Em resumo, falta provocar medo nesses caras. Medo de nós, plebe.

domingo, setembro 09, 2012  
Anonymous João Matheus said...

Eu acho que cargos políticos não deviam ter remuneração.

Quer ser deputado? Seja bem vindo ao governo! De graça...



Nunca vai acontecer uma coisa dessas aqui no Brasil, mas a gente pode sonhar, né...?

terça-feira, setembro 11, 2012  
Anonymous Silvia said...

Tio, como to longe disso, aproveito para rir, mas na verdade e tragico. Mas adorei o post, principalmente a parte do Senador Palpatine....
Agora, pra me fazer rir mesmo, quem voce compara com os seguintes personagens do "Senhor dos Aneis":
Sauron
Saruman
Denethor of Gondor
Wormtongue
Uru-Kais
Orcs em Geral
Gollum
Aguardo reposta! Melhor rir do que chorar!

sexta-feira, setembro 14, 2012  
Anonymous Silvia said...

Tio, Tio, Tio, TIOOOO....Veja ISTO:

http://www.youtube.com/watch?v=Deg5MfsaypA&feature=youtube_gdata_player

Tava vendo o canal gaelico quando vi isso.

Voce TEM que mostrar isso pra "Banda mais bonita da Cidade", pra ver se eles descobrem o que e fazer musica! E de quebra, mostra pra Mallu Magalhaes tambem!

sexta-feira, setembro 14, 2012  
Blogger Walter Carrilho said...

Silvia: Mallu e A banda mais chatinha da cidade JAMAIS, nem em 100 anos, conseguiriam cantar assim. Tem léguas de distância. Muito bons os caras!!!

sábado, setembro 15, 2012  
Anonymous Anônimo said...

O esquema é entra pro exército fica uns 10 anos, aprende muita "estrategí", pira na batatinha e saí matando esses putos.

domingo, setembro 16, 2012  
Blogger Patrícia said...

"Banda Mais..." Quem mesmo? Ah é, já sumiram. XD

terça-feira, setembro 18, 2012  
Anonymous João Matheus said...

"Banda mais bonita da cidade."

Eu estou até hoje tentando entender aquele verso sobre caber uma penteadeira dentro do coração.

Por que uma penteadeira??????????????

terça-feira, setembro 18, 2012  

Postar um comentário

Link permanente para este post:

Criar um link

<< Home